• Novo terminal melhora qualidade de vida no Recanto do Bosque

    17/04/2012 Categoria: Esclarecimentos

    Já está funcionando desde o último dia 13 de abril um novo e moderno terminal de passageiros no Recanto do Bosque, que já é parte da nova geração de terminais construídos na Região Metropolitana de Goiânia. Este foi o primeiro de uma séria de reconstruções de terminais médios, após a conclusão das grandes obras em terminais de integração.

    O novo terminal atende 10 linhas por onde passam em média de 262 mil passageiros todo mês. Agora os usuários vão contar com um comércio organizado e limpo, como é o perfil dos novos espaços reconstruídos pela rede de transportes. Foram instalados caixa eletrônico, telefone público, bebedouros e o moderno sistema de placas de sinalização, já aprovado nos terminais inaugurados anteriormente.

    Outra característica exigida pela modernidade é o bicicletário que conta inicialmente com 22 vagas. A idéia é incentivar cada vez mais o uso de transporte não poluente interligado ao transporte coletivo.

    Quem embarca no Recanto do Bosque conta agora com banheiros novos, limpos e bem cuidados. As salas de apoio operacional e administrativo foram reformadas e a bilheteria foi ampliada. A partir de agora os passageiros vão contar também com a chamada “venda embarcada” de passagens, além de uma segurança muito maior com a presença de câmeras de vigilância e monitoramento do sistema.

    Outra mudança importante foi a instalação de serviço de comunicação por alto falante que pretende, em breve, informar aos passageiros sobre procedimentos de segurança, educação e cortesia no embarque, avisos e alertas sobre a chegada dos veículos e até explicações sobre motivos externos que eventualmente impeçam o cumprimento dos horários.

    A supervisora de projetos e infraestrutura da RMTC, arquiteta Milena Suriani, explica que também foram feitas melhorias focadas no atendimento a portadores de necessidades especiais. Esta é uma exigência da nova cultura de acessibilidade implantada em todo o sistema.

    Segundo a gestora de projetos e operação do Consórcio RMTC, engenheira Cristina Maria Afonso, as intervenções aumentam a segurança e o conforto da população e geram melhores condições de trabalho para toda a equipe operacional, que tem influência direta na melhoria da produtividade para a operação do transporte coletivo. Com isto, as melhorias vêm para todos.