• Sustentabilidade, mobilidade e sensatez

    04/01/2016 Categoria: Artigos

    Artigo veiculado no site da NTU – Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos

    ????????????????????????????????????

    É consenso: sustentabilidade é tema prioritário! O homo sapiens surgiu há mais de 100 mil anos e nos últimos 50 anos está conseguindo esgotar o planeta em busca de hábitos levianos de consumo e ocupação da terra. A maioria dos países buscam padrões de vida americanos sem se preocupar com o fato de que, se este objetivo de consumo for atingido, o planeta sucumbe.

    A concentração nas áreas urbanas possibilita grandes avanços pela organização social e sinergia produtiva dos cidadãos, ao mesmo tempo que desafia urbanistas a encontrar propostas de cidades viáveis a longo prazo com nossa escassa capacidade de investimento.

    Precisamos rever costumes, realizar a cada dia mais de nossas atividades com menos recursos e menos poluição. O compartilhamento é uma das chaves dessa eficiência!

    A mobilidade é essencial às cidades. Circular é a garantia de que tudo aconteça. Trabalho, estudo, lazer, comércio, etc, e o transporte coletivo é uma maneira compartilhada e sustentável de se locomover. Além de substituir muitos automóveis, 35 ônibus com tecnologia atual poluem o mesmo que 1 único ônibus do início dos anos 90!

    Imagine duas quadras entupidas com 100 automóveis quase parados e emitindo poluição! Agora substitua por 2 ônibus: pista livre e fluida, muito menos poluição, espaço para circularem outros veículos automotores indispensáveis e para ciclofaixas e pedestres circularem com segurança. Imagem de uma cidade mais moderna, justa e sustentável!

    Mobilidade é um conceito fundado no cidadão, não no veículo. Segundo a Lei Federal da Mobilidade (12.587, 3/1/12), a prioridade é do não motorizado e do coletivo em relação ao individual. Pela sustentabilidade e justiça cidadã, minha visão particular é que toda ação coletiva é prioritária!

    Passaremos por ajustes duros, com mudança de hábitos e revisão de conceitos. Muitas das realidades inevitáveis contrariam nossos velhos hábitos e muitos choques ocorrerão. Enquanto a gente se adapta, bom senso é imprescindível! Precisaremos ceder em alguns desejos e hábitos incompatíveis com essa nova era e alguns precisarão se engajar na defesa das mudanças, mas sempre com razoabilidade e tolerância. Guerrear ou dividir a população em dois polos adversários não ajuda, pois todos precisamos das mesmas soluções e só com harmonia chegaremos a elas.

    Dimas Barreira – Presidente do Sindiônibus

    http://www.ntu.org.br/novo/NoticiaCompleta.aspx?idArea=10&idSegundoNivel=106&idNoticia=580

     

  • Semana de Prevenção incentivou cuidados com a saúde

    26/10/2015 Categoria: Artigos

     

     

    SIPAT

    Em parceria com as consorciadas, o Consórcio RMTC promoveu a Semana de Prevenção de Acidentes de Trabalho nos terminais da região metropolitana de Goiânia

    Na semana passada, do dia 19 a 23 de outubro, aconteceu a 7ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Sipat) da Região Metropolitana do Transporte Coletivo de Goiânia. Participaram do evento, o Consórcio RMTC e as consorciadas Rápido Araguaia, HP, Reunidas e Cootego, e na oportunidade foram oferecidas aos colaboradores orientações de cuidados com a saúde.

    Entre os serviços prestados estão: exames de glicemia, aferição da pressão arterial, massagem e corte de cabelo. Em caso de necessidade, os participantes foram orientados a procurar um profissional especializado. Antonio Almeida, do Consórcio RMTC, destaca a importância da Sipat para o funcionário, pois, de acordo com ele, os serviços oferecidos fazem diferença para o colaborador e o estimula a cuidar da saúde, o que vai ao encontro do propósito do evento.

    DSC_1079

    De acordo com Wecy Caetano, técnica de segurança do trabalho da Rápido Araguaia, esse também foi um momento de maior interação e proximidade que as empresas têm com seus funcionários, já que a maioria trabalha fora da sede das empresas. “É mais uma oportunidade que eles têm de fazer reclamações ou dar sugestões”, diz. Para a Reunidas, além dos cuidados com a saúde e do contato com fisioterapeutas, o evento é importante uma vez que aproxima a empresa dos funcionários, reforçou Alba Valéria Fernandes dos Reis, técnica de segurança do trabalho da consorciada.

    A Cootego enfatiza que o intuito do evento é mostrar o valor do funcionário para a empresa. De acordo com o técnico de segurança do trabalho, Denismar Lacerda “existe um elo entre empresa e colaborador, um depende do outro, e é importante que eles cuidem da saúde”. Grace Cury, técnica da HP, ressalta a importância de o colaborador fazer pequenas pausas para se alongar: “Divulgamos um material informativo com alguns alongamentos para que eles possam se cuidar”. Ela também acrescenta que os cuidados pessoais são relevantes, pois eles são o contato da empresa com o cliente.

  • A realidade do transporte público

    03/06/2013 Categoria: Artigos

    O setor de transportes públicos em Goiânia vive, paradoxalmente, um momento de salutar convergência institucional que não pode ser desperdiçado por discordâncias pontuais ou momentâneas. A sólida construção de uma visão metropolitana para o setor fez de nossa capital uma referência nacional  para a gestão dos transportes e abriu caminho para a solidificação de um modelo de eficiência que interessa a todos, principalmente aos usuários. Há rara compreensão, esforço e iniciativas concretas para a melhoria da mobilidade nas três esferas do poder público, em sintonia com o setor privado e a sociedade. É um momento importante.

  • Artigo de Opinião: Sobre o corredor da T-63

    16/05/2013 Categoria: Artigos

    Toda vez que é vetado o parar e estacionar em uma avenida de Goiânia, a grita é geral. “O comércio da via quebrará”. “Os clientes não têm onde estacionar”. “A prefeitura não discutiu o assunto antes”. Já sou velho o suficiente para que outros casos saltem em minha memória tal qual sapos no brejo. As histórias da 85, T-7 e T-9 estão aí para não me deixar mentir. Só muda o local dentro de nossa cidade, mas o papo é sempre o mesmo.

  • Artigo de Opinião: Romper com o atraso

    19/03/2013 Categoria: Artigos

    Manoel Vendric

    Projetos de BRT’s e corredores de transporte do transporte coletivo impactam econômica, social e culturalmente as cidades em que se instalam. Porém, não há outro caminho. A solução mais imediata e eficiente para o transporte coletivo em cidades de médio porte é investir em corredores, pois o ônibus é o meio de transporte mais inteligente, justo, econômico e ecológico.

Categorias

Tópicos recentes

Tags