• Rmtc disponibiliza bicicletários em 14 terminais

    28/03/2018 Categoria: Mobilidade Urbana

    O crescente número de automóveis nas vias traz consigo algumas preocupações e a necessidade de reflexão sobre seu uso excessivo. Além do aumento de engarrafamentos e maior poluição, o transporte individual motorizado tem se tornado uma opção economicamente inviável para muitos devido ao aumento frequente dos combustíveis.

    Dentro deste cenário, o transporte público coletivo se mostra indispensável para a diminuição do número de veículos automotores nas ruas, e a bicicleta uma aliada para a conquista de um espaço viário mais democrático.

    Com o intuito de cooperar com a mobilidade urbana, O RedeMob Consórcio disponibiliza bicicletários em 14 de seus terminais. Isso possibilita que o cliente do transporte público vá até o terminal sem precisar de veículo automotor, deixe sua bicicleta em um dos locais reservados, e embarque no ônibus desejado.

    Ao contrário do transporte particular, tanto o transporte público coletivo quanto a bicicleta oferecem mais atributos relacionados à sustentabilidade socioeconômica e ambiental.

    Confira a lista dos 14 terminais que possuem bicicletários:

    • Terminal Araguaia
    • Terminal Bandeiras
    • Terminal Cruzeiro
    • Terminal Garavelo
    • Terminal Goiânia Viva
    • Terminal Isidória
    • Terminal Maranata
    • Terminal Nerópolis
    • Terminal Parque Oeste
    • Terminal Senador Canedo
    • Terminal Trindade
    • Terminal Veiga Jardim
    • Terminal Vera Cruz
    • Terminal Vila Brasília
  • Ética e gentileza: ferramentas fundamentais da vida em sociedade

    28/02/2018 Categoria: Mobilidade Urbana

    Na vida em sociedade é comum nos depararmos com padrões éticos como, por exemplo, em escolas e empresas, que aplicam sobre seus alunos e funcionários regras internas como mecanismo para o alcance de metas e objetivos através de um bom andamento nos seus processos de trabalho. Entendida como um conjunto de princípios e valores morais, a ética tem fundamental importância para o convívio humano em sociedade. Ela, porém, depende da consciência e da ação conjunta de todos os cidadãos envolvidos. Como resultado fica o alcance de um ambiente no qual é colocado em prática o conhecido slogan “gentileza gera gentileza”.

    No transporte público coletivo essa lógica não se difere. O convívio diário com motoristas e outros funcionários, bem como com outros passageiros nos oferece inúmeras oportunidades de exercer nossa conduta ética e, assim, nos tornarmos pessoas melhores em um mundo melhor. Um simples “bom dia” pode tornar mais leve o dia de um motorista que, com esforço e dedicação, transporta centenas e até milhares de pessoas em diversas viagens. Os passageiros, ao compartilharem entre si o espaço dos ônibus, têm em suas mãos um eficiente instrumento para tornar seus percursos e seus dias melhores: a ética que, por sua vez, vem sempre acompanhada do respeito!

    Em Goiânia, o motorista Robson ficou popular ao iniciar suas viagens com um educado cumprimento e desejo de bom dia aos passageiros.

    Em um ambiente coletivo a diversidade é característica intrínseca, tendo em vista que múltiplas identidades ali se reúnem. Como um aspecto natural, os mais jovens são mais fortes e ágeis, enquanto os idosos já encontram algumas dificuldades de locomoção. Os jovens, porém, também podem se encontrar em condições mais restritas quando, por exemplo, se tratam de grávidas, pessoas com alguma deficiência, pessoas obesas ou aquelas que tenham sofrido alguma lesão ou fratura.

    Para tornar nossas viagens e nossos dias melhores, cabe a cada um de nós reconhecermos quando há alguém que necessite de mais cuidados. Seja dando espaço a alguém no momento do embarque, segurando os objetos para outro passageiro que esteja em pé ou simplesmente cumprindo as regras de prioridade aos assentos destinados a idosos, grávidas, pessoas obesas ou com deficiência, todos podem ajudar! Experimente! Seja gentil!

    Como medida educativa, o RedeMob Consórcio, junto ao Ministério Público do Estado de Goiás, desenvolveu a campanha “Respeito não tem acento mas o assento exige respeito”, que visa estimular a todos os usuários do transporte público coletivo da RMG a praticarem as regras de prioridade aos assentos.

  • A matemática da mobilidade

    27/02/2018 Categoria: Mobilidade Urbana

    Um carro de médio porte ocupa, aproximadamente, 8m² e transporta até 5 pessoas.

    Um ônibus básico ocupa, aproximadamente, 56m² e transporta até 70 pessoas.

    O mesmo espaço ocupado por um ônibus é equivalente a 7 carros que, por sua vez, podem transportar até 35 pessoas, ou seja, metade da capacidade de um ônibus.

    Em movimento, ao serem consideradas as distâncias de segurança necessárias entre os veículos, a capacidade das vias e, consequentemente, o número de veículos em circulação diminuem.

    Em 2001, o Departamento de Trânsito de Munique (DTM) comparou os espaços necessários para deslocamentos por ônibus, bicicleta e carro. A imagem a seguir foi inspirada no experimento realizado pelo DTM.

    O transporte público é capaz de transportar muito mais pessoas do que o carro. A economia vai além do espaço gasto: o transporte público contribui para a redução de acidentes de trânsito, de emissões de poluentes atmosféricos e até mesmo de espaço público. Espaços destinados aos automóveis podem ser reduzidos e, assim darem lugar ao transporte público, aos pedestres, aos ciclistas, às atividades de lazer, cultura, diversão e natureza.

    Trânsito não se resolve dando mais espaço aos carros, mas sim às pessoas.

    A matemática da mobilidade é simples: o coletivo é sempre melhor para todos!

  • Gestão Doria diz que não faltarão recursos para corredores de ônibus, mas fala em prioridades na definição dos investimentos

    26/02/2018 Categoria: Mobilidade Urbana

    Decreto transferiu R$ 192 milhões que eram para a implantação de espaços para o transporte coletivo para recapeamento de vias de trânsito comum

    ADAMO BAZANI

    A SPTrans – São Paulo Transporte informou na noite desta sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018, que não irão faltar recursos para a implantação de novos corredores de ônibus na cidade, mesmo com a transferência de R$ 192 milhões reservados para este fim e que foram remanejados para o programa de recapeamento de ruas e avenidas que recebem trânsito comum, contando com o transporte individual.

    O decreto transferindo os recursos foi publicado na edição desta sexta-feira do Diário Oficial da Cidade e revelado em primeira mão pelo Diário do Transporte, já no início da manhã.

    Relembre:

    https://diariodotransporte.com.br/2018/02/23/doria-tira-r-192-milhoes-de-corredores-de-onibus-para-asfaltar-ruas-e-avenidas-de-transito-comum/

    Em nota ao Diário do Transporte, a SPTrans disse que os remanejamentos são permitidos por lei e que seguem as “prioridades” da gestão. A gerenciadora dos transportes ainda afirmou que não haverá prejuízos às estimativas de novos corredores, que vão contar com recursos do fundo do trânsito.

    “A SPTrans informa que as alterações são definidas pelas prioridades da gestão. O remanejamento orçamentário é permitido por lei, no limite de 9% do seu total.

     Esta alteração não acarreta qualquer prejuízo à implantação de corredores na cidade. O orçamento para este fim está mantido, proveniente do Fundo Municipal de Desenvolvimento de Trânsito (FMDT).”

    A cidade possui em torno de 130 quilômetros de corredores de ônibus, sendo que apenas oito quilômetros são de BRT – Bus Rapid Transit, o Expresso Tiradentes, que desde 5 de fevereiro está com um trecho de 300 metros interditado, entre a rua Dona Ana Néri e o Terminal Parque Dom Pedro II, devido ao afundamento da pista. – Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2018/02/06/trecho-do-expresso-tiradentes-afunda-e-prefeitura-interdita-300-metros/

    A falta de espaços adequados para os ônibus é apontada por profissionais de transportes como um dos motivos de o sistema não ter a eficiência e qualidade esperadas pela população.

    No ano passado, das 35.428 reclamações sobre o sistema de ônibus, em primeiro lugar apareceram as queixas motivadas pelo tempo de espera nas paradas, com 9.285 registros.

    Na nota ao Diário do Transporte, a SPTrans diz que tanto o número de queixas totais, como especificamente pelos intervalos entre os ônibus, caiu no ano passado em relação a 2016.

    “A SPTrans esclarece ainda que em 2017, o número de reclamações de passageiros caiu 27%. Houve 9.285 queixas por intervalo excessivo da linha, número que é 12,4% inferior ao registrado em 2016, quando foram anotadas 10.611 reclamações desse tipo. A fiscalização eletrônica sobre o sistema de transporte foi ampliada e uma série de medidas foi adotada pela SPTrans, com base nas queixas mais comuns dos usuários, com o propósito de melhorar a qualidade dos serviços prestados.” – completa a nota.

    Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

  • Prefeitura de São Paulo busca R$ 450 milhões para corredores de ônibus e anuncia verbas para asfaltamento

    08/02/2018 Categoria: Mobilidade Urbana

    Serão R$ 200 milhões para o programa Asfalto Novo. Prefeitura negocia financiamento junto ao BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.

    ADAMO BAZANI

    O prefeito de São Paulo confirmou nesta quinta-feira, 08 de fevereiro de 2018, que negocia junto ao BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, um financiamento de R$ 450 milhões para revitalizar sete eixos de corredores de ônibus, faixas e áreas para pedestres.

    Entre as sete intervenções estão uma das mais antigas promessas de João Doria, logo no início de mandato: o Rapidão, um projeto piloto de modelo de corredor BRT (Bus Rapid Transit), de 3,4 km entre os terminais Capelinha e João Dias, na zona Sul da cidade, aproveitando atual estrutura, mas futuramente, havendo as adequações.

    Entre as características de BRT que a ligação terá, estão estações em vez de paradas, cobrança desembarcada e informações eletrônicas nestes ambientes.

    Em janeiro do ano passado, Doria chegou a anunciar quem em três meses, ou seja, abril de 2017, os ônibus já estariam circulando, o que não ocorreu.

    Entre os terminais Capelinha e João Dias atualmente, no horário de pico da tarde, a velocidade média é de 19 km/h, abaixo, portanto, da meta de 25 Km /h proposta ainda na gestão do ex-prefeito Fernando Fernando Haddad.

    Doria também promete um aplicativo para o sistema BRT Rapidão, que seria concedido à iniciativa privada. Este aplicativo de celular informaria aos passageiros as linhas, horários e previsão de quando os veículos passariam nos pontos.

    Doria diz que pretende reduzir em até 20 minutos o tempo de deslocamento para este sistema no trecho.

    Os outros seis eixos que estão contemplados na negociação são: Radial Leste (do Centro até a Avenida Aricanduva – 7,9 km); Avenida Imirim (da Avenida Deputado Emídio Carlos até a Alameda Afonso Schmidt – 4,6 km); Av. Interlagos (da Ave Washington Luiz até a Avenida Atlântica – 9 km); Corredor João Dias (novo piso rígido desde o Terminal João Dias até a Avenida Santo Amaro; e desde a Avenida Santo Amaro até o cruzamento com a Ave dos Bandeirantes – 7 km); Estrada do M’Boi Mirim (entre Rua Ribeiralta e Rua Humberto Marçal, no Jardim. Ângela – 5 km) e Avenida Amador Bueno da Veiga (5 km).

    ASFALTO NOVO

    O prefeito João Doria também anunciou que investimentos de R$ 200 milhões para recapear 147 quilômetros de vias, no Programa Asfalto Novo.

    A primeira etapa das obras vai de 1º de março a 30 de junho.

    A Marginal Tietê contará com recapeamento nos 23 quilômetros. A avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello é outra via de grande movimento que será recapeada.

    A Avenida do Estado receberá no trecho da Capital 12,7 quilômetros. A primeira etapa contempla 9,7 quilômetros entre a Marginal do Tietê e o viaduto Grande São Paulo.

    Os recursos desta fase do programa terão as seguintes fontes: R$ 45 milhões do Tesouro Municipal, R$ 100 milhões do fundo de multas, R$ 25 milhões da SPTrans (São Paulo Transporte) e R$ 30 milhões financiados pelo banco Santander.

    Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Categorias

Posts recentes

Tags