• Tarifa de ônibus em Sorocaba (SP) sobe para R$ 4,20 no dia 17

    15/01/2018 Categoria: Tarifa

    Subsídio ao sistema será de R$ 68 milhões neste ano

    ADAMO BAZANI

    A prefeitura de Sorocaba, no interior de São Paulo, anunciou nesta terça-feira, 09 de janeiro de 2018, que a tarifa básica do ônibus municipais vai subir de R$ 4,10 para R$ 4,20 no próximo dia 17 de janeiro (uma quarta-feira). O aumento é de 2,44%

    O passageiro pode comprar os créditos com o valor atual de R$ 4,10 até o dia 15. Estes créditos terão validade de apenas 90 dias, ou seja, até 15 de abril.

    Na capital paulista, por exemplo, os créditos têm validade ilimitada.

    Ainda de acordo com a prefeitura de Sorocaba, o vale-transporte, comprado pelos empregadores aos funcionários, passa no dia 17 de janeiro de R$ 4,60 para R$ 5,25.

    Já o passe-estudantil passa de R$ 1,60 para R$ 2.

    Aos domingos a tarifa que era de R$ 2,50 vai para R$ 4.

    Segundo a prefeitura, em nota, os “valores estão alinhados com as metas previstas no PPA (Plano Plurianual do Município) 2018-2021.”

    Em Sorocaba, a integração ocorre por uma hora, período pelo qual os passageiros podem usar até quatro linhas de ônibus no mesmo sentido de trajeto, ou seja, não poder ser usada para a volta. As gratuidades para idosos são concedidas a partir dos 60 anos.

    A administração do prefeito José Crespo calcula que neste ano, o subsídio ao sistema de transportes será de R$ 68 milhões e explica que a complementação ajuda a custear parte das gratuidades. A nota ainda diz que o aumento é necessário porque houve aumento nos custos para as empresas operarem os transportes e diminuição no número de passageiros.

    O reajuste da tarifa foi necessário para que a Prefeitura de Sorocaba possa reduzir o subsídio ao transporte, que para o ano de 2018 foi projetado em aproximadamente R$ 68 milhões. O subsídio nada mais é do que o repasse de recursos orçamentários que o poder público deve fazer às duas empresas concessionárias (Consor e STU) que atuam no Sistema de Transporte Coletivo da cidade para amenizar os impactos das gratuidades e benefícios oferecidos à população. Ele ainda supre a diferença financeira entre o valor da tarifa pública e a remuneração dos serviços das empresas de ônibus, que inclui a tarifa técnica e o custo por quilômetro rodado.

    Além disso, a necessidade do reajuste considera também os reflexos da inflação na variação de preços sobre os insumos que incidem no custo do transporte, como pneu e combustível, desde o último reajuste aplicado no dia 2 de março de 2017. Nos últimos nove meses, o litro do óleo diesel subiu R$ 0,33. Segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), o preço médio de revenda do diesel em Sorocaba passou de R$ 2,89 em abril do ano passado para R$ 3,22 em dezembro do mesmo ano, ou seja, teve um aumento de um pouco mais de 10%.

    Outra necessidade do aumento da tarifa ocorre devido à queda acentuada de passageiros transportados registrada nos últimos 5 anos. Em 2013, a média de usuários pagantes no transporte por mês foi de 4.864.139,58. Em 2017, esse volume foi de 4.025.387,73 (janeiro a novembro), ou seja, 838.751 passageiros a menos por mês, o que representa uma queda de 17,24% nos últimos 5 anos.

    Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

  • Tarifa de ônibus em Osasco (SP) subiu para R$ 4,35 no último domingo, 7

    14/01/2018 Categoria: Tarifa

    Valor atual é de R$ 4,20. Reajuste tem pouca divulgação

    ADAMO BAZANI

    A tarifa de ônibus municipal de Osasco, na Grande São Paulo, passou para R$ 4,35 no último domingo, 7 de janeiro de 2017.

    O valor atual é de R$ 4,20.

    O decreto 11.600 do prefeito Rogério Lins, autorizando reajuste, foi publicado na edição do Diário Oficial de Osasco da sexta-feira, 5.

    Além disso, de acordo com a publicação oficial, a meia-tarifa para estudantes será concedida conforme a frequência dos alunos às aulas.

    O sistema municipal é operado pela Auto Viação Urubupungá e Viação Osasco.

    Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

    Publicado em 6 de Janeiro de 2018 por blogpontodeonibus

  • Desde o último domingo, 7, ônibus ficou mais caro em Londrina (PR)

    14/01/2018 Categoria: Tarifa

    Preço da tarifa passou de R$ 3,75 para R$ 3,95, reajuste de 5,33%

    ALEXANDRE PELEGI

    Londrina, cidade paranaense com mais de 550 mil habitantes, amanheceu no último domingo com reajuste de 5,33% na tarifa dos ônibus municipais. Com este índice, o valor passou de R$ 3,75 para R$ 3,95, desde às 0h do domingo.

    O índice foi calculado pela Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU).

    Já o valor do sistema Psiu passou de R$ 4,90 para R$ 5,15. O Psiu, criado em 2001, é um serviço diferenciado de transporte coletivo, feito com veículos menores e mais ágeis. Os carros têm ar condicionado, internet 4G, bancos estofados e fazem paradas para embarque e desembarque sem pontos definidos, conforme a necessidade do usuário.

    A CMTU afirma que, mesmo após o aumento, a tarifa em Londrina ficará mais barata que a de várias cidades maiores ou do mesmo porte:

    Curitiba/PR – (R$ 4,25 – Estado dá subsídio)

    Joinville/SC – (R$ 4,65)

    Campinas/SP – (R$ 4,50 – Prefeitura dá subsídio)

    Blumenau/SC – (R$ 4,05)

    Sorocaba/SP – (R$ 4,60 – Prefeitura dá subsídio)

    Diadema/SP – (R$ 4,20)

    Santo André/SP – (R$ 4,20)

    Mogi das Cruzes/SP – (R$ 4,10)

    Osasco/SP – (R$ 4,20)

    Barueri/SP – (R$ 4,20)

    São José dos Campos/SP – (R$ 4,20)

    Florianópolis/SC – (R$ 3,99 no cartão e R$ 4,20 em dinheiro)

    Belo Horizonte/MG – (R$ 4,05) e

    São Paulo/SP – (R$ 4,00 – Prefeitura dá subsídio).

    Publicado em 6 de Janeiro de 2018 por blogpontodeonibus

  • Tarifa de ônibus foi a R$ 4,35 em Carapicuíba (SP) nesta quarta-feira, 10

    13/01/2018 Categoria: Tarifa

    É o mesmo valor já aplicado em Osasco e Barueri

    ADAMO BAZANI

    Desde quarta-feira, 10 de janeiro de 2018, a tarifa de ônibus municipais de Carapicuíba, na Grande São Paulo, passou de R$ 4,20 para R$ 4,35.

    De acordo com decreto do prefeito Mauro Aurélio dos Santos Neves, o último reajuste ocorreu por decreto de 26 de dezembro de 2016 e o aumento é necessário para “assegurar o equilíbrio econômico e financeiro no Município”.

    É o mesmo valor aplicado em Osasco e Barueri, que também pertencem ao Consórcio Intermunicipal da Região Oeste – Cioeste, que reúne municípios da região.

    O indicativo é que outras cidades da região tenham tarifas de ônibus com o mesmo valor.

    Em Itapevi, a tarifa também subiu. O reajuste foi aplicado na terça-feira, 9 de janeiro.

    Em outra região da Grande São Paulo, os prefeitos do ABC Paulista se reuniram no dia 9 de janeiro, no Consórcio Intermunicipal ABC, e as tarifas de transportes públicos estão na pauta.

    As sete cidades da região não têm tarifa única, havendo diferenças entre os municípios.

    Publicado em 9 de Janeiro de 2018 por blogpontodeonibus

  • Barretos (SP) reajusta tarifa de ônibus acima da inflação

    12/01/2018 Categoria: Tarifa

    Desde domingo, dia 7, valor da passagem dos ônibus municipais subiu 8,33%, e passou de R$ 3,60 para R$ 3,90

    ALEXANDRE PELEGI

    A cidade Barretos, famosa pela Festa do Peão de Boiadeiro no interior de São Paulo, reajustou a tarifa dos ônibus municipais em 8,33%, índice mais que o dobro da inflação do período, medida em 2,94%.

    Desde domingo, dia 7, o valor da passagem subiu de R$ 3,60 para R$ 3,90.

    A Viação Sarri, que opera o sistema de transporte na cidade de 120 mil habitantes, justificou a necessidade do reajuste para cobrir custos com diesel, folha de pagamento, e insumos diretos, como pneus e peças.

    Além dos custos operacionais, a empresa ressalta a gratuidade do serviço de transporte municipal, que precisa ser coberto pela receita do sistema.

    Dados oferecidos pela Viação Sarri apontam que das viagens totais realizadas pelos coletivos da empresa, cerca de 4 a cada 10 têm algum tipo de gratuidade. A maioria, 31,5%, são viagens gratuitas, feitas por idosos e deficientes, e apenas 6,5% representam meia-passagem de estudantes.

    Para o secretário municipal de Negócios Jurídicos, Rodrigo Domingos, o reajuste solicitado pela empresa foi maior que o decretado pela prefeitura do município.

    A Viação Sarri, fundada em 1948 em Barretos, opera atualmente 26 linhas na cidade, e já possui bilhetagem eletrônica, com os seguintes tipos de cartões: Cartão Circular, Estudante/Professores, Vale Transporte, Idosos, Aposentado e Pessoa com Deficiência.

    Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

    Publicado em 9 de Janeiro de 2018 por blogpontodeonibus em Notícia

Categorias

Posts recentes

Tags