• Projeto Eixo Musical leva show de rap aos clientes do Terminal Padre Pelágio

    08/03/2018 Categoria: Rota Cultural

    Teve início nesta terça-feira, (06/03), o projeto Eixo Musical que pretende levar apresentações musicais de diferentes estilos aos terminais de Goiânia e Região Metropolitana. O primeiro show foi realizado no Terminal Padre Pelágio com a apresentação dos grupos de rap São Consciência e Controverso.

    Idealizador do projeto, Deryk Santana da produtora Goianidades ressalta a importância de um evento como esse e a democratização do acesso à cultura. “Os terminais são espaços de convivência e fazem parte da vida das pessoas. A ideia é trazer as bandas para onde está o público e felizmente a receptividade está sendo positiva”.

    Weber Borges, cliente do transporte que passava por ali durante os shows, confirma essa aceitação.  “É interessante que investimentos como este sejam feitos nos terminais. Todos os que passam tem a oportunidade de escutar e, além disso, diminui o preconceito de um estilo musical como o rap, que também é uma expressão cultural”.

    Primeiro grupo a se apresentar, os integrantes do Sã Consciência ficaram satisfeitos em participar da iniciativa. “É uma proposta diferente em um lugar incomum. Promove os artistas de rua em Goiânia e oferece entretenimento àqueles que passam por aqui” afirma um dos cantores. É o caso de Luziene Lopes, que acabava de sair de um dos coletivos junto à filha, Graziele. “Assim que ouvimos nos aproximamos para prestigiar”.

    A iniciativa acontece todas as terças-feiras, às 19h, durante todo o mês de março, com uma apresentação extra no sábado, 17, às 17h, para aqueles que não podem acompanhar durante a semana.

    Confira o restante da programação:

    13/03 – Terminal Isidória – Cocada Coral e Guerrilha dos Coelhos Mutantes (GCM) – 19h

    17/03- Terminal Cruzeiro – Distoppia e Ressonância Mórfica – 17h

    20/03 – Terminal Cruzeiro – Caboclo Roxo e Lorrana Santos – 19h

    27/03 – Terminal Novo Mundo – Wu Kazul e Old Place – 19h

  • Performances teatrais chamam atenção para segurança e respeito nos Terminais Diadema e Piraporinha da EMTU

    24/01/2018 Categoria: Rota Cultural

    Dupla de atores interagirá com usuários sobre respeito e educação no interior dos terminais e dos ônibus

    ALEXANDRE PELEGI

    Segurança no trânsito e respeito nos transportes coletivos são os temas de campanha que a EMTU promove a partir desta quarta-feira, 24 de janeiro, nos terminais de Diadema e Piraporinha da EMTU. As ações seguem até o dia 26, sexta-feira.

    De forma lúdica e divertida, uma dupla de atores fará intervenções teatrais abordando os usuários para interagir, e ao mesmo tempo chamar sua atenção em relação a temas importantes no interior dos terminais.

    São assuntos comuns no dia a dia dos passageiros, como a segurança na travessia entre as plataformas, que deve ser feita sempre pelas faixas de pedestres, e a necessidade de uso adequado de mochilas, de fones de ouvido e transporte de grandes volumes no interior dos ônibus, para não incomodar os demais passageiros.

    Nesta quarta-feira (24/01) o primeiro evento será no Terminal Metropolitano Diadema. Na quinta (25/01) e sexta-feira (26/01), a dupla de atores fará sua performance no Terminal Metropolitano Piraporinha.

    A ação resulta de parceria entre a EMTU e a prefeitura do município.

    Respeitar os assentos reservados e dar prioridade para o embarque de pessoas com necessidades especiais e idosos, são assuntos que também serão temas nas esquetes teatrais, que ocorrem na parte da manhã, entre 9 e 11 horas, e à tarde, das 13 às 15 horas.

    Evento – Teatro para Educação no Trânsito

    Data: 24/01

    Local: Terminal Metropolitano Diadema

    Endereço: Av. Conceição, 7.000 – Parque Mamede – Diadema – SP

    Horário: manhã – das 9 às 11 horas; tarde  – das 13 às 15 horas

    Data: 25/01 e 26/01

    Local: Terminal Metropolitano Piraporinha

    Endereço: Av. Piraporinha, 1.956 – Piraporinha – Diadema – SP

    Horário: manhã – das 9 às 11 horas; tarde – das 13 às 15 horas

    Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

  • Cantata inaugura decoração natalina da HP Transportes

    12/12/2017 Categoria: Rota Cultural

    Na noite da última sexta-feira, 08/12, a Garagem Central da HP Transportes foi palco da 6ª edição da Cantata de Natal com a inauguração oficial da nova decoração natalina.

    Em abertura, o coordenador de marketing e relacionamento, Guilherme Gondim, explicou que o Projeto Brilho de Natal priorizou os efeitos da luz branca buscando fortalecer os sentimentos de paz, alegria, renovação e confraternização.

    Logo em seguida, a diretora executiva, Indiara Ferreira, relembrou sobre a importância do natal como um período para pensarmos no nosso papel nesta sociedade, como pai e mãe, para a formação de novos seres humanos e que tenham como essência os valores como amor, o perdão, a verdade e a sinceridade. Reforçou ainda que a responsabilidade por um país melhor depende de cada um de nós.

    A cantata contou com a participação do Coral Vozes da HP, do Grupo Cantoria e do Coral Infantil AVA sob a regência da musicista Elen Lara. Foram apresentadas canções natalinas como “O velhinho” de Dominguinhos e “Bate o sino” de Simone que fizeram o público presente cantar e se emocionar.

    No fim do evento foram acesas as luzes que irão iluminar a Avenida dos Alpes no setor Vila União até a segunda semana de janeiro.

    A HP Transportes Coletivos Ltda. é uma das empresas que presta serviço de transporte público coletivo e atua no arco sul da Região Metropolitana de Goiânia.

    Endereço: Avenida dos Alpes, 450, Vila União – Próximo ao Terminal Bandeiras

  • Projeto leva exposição de fotografias a terminais do Eixo Anhanguera

    07/12/2017 Categoria: Rota Cultural

    Mostra ‘Céu de Anil’ é promovida pela RMTC

    A Rede Metropolitana do Transporte Coletivo (RMTC) realiza uma exposição de fotos nos terminais Praça da Bíblia e Padre Pelágio, em Goiânia. A mostra ‘Céu de Anil’ foi aberta no domingo (3/12) e segue até o dia 3 de fevereiro de 2018. As imagens refletem a riqueza cultural e religiosa do povo brasileiro e goiano.

    As fotografias expostas são do fotógrafo Wagner Araújo, e a curadoria da exposição é de Diógenes Moura, ex-curador da Pinacoteca de São Paulo. Entre as imagens, que têm um olhar mais artístico do que documental, estão registros das Congadas e Cavalhadas, retratos dos índios Kayapó e Krahô e muito mais.

    Segundo Wagner, a mostra reúne fotografias tiradas entre os anos de 2005 e 2016 em diferentes cidades brasileiras. “A exposição no terminal é uma experiência nova na minha carreira. A intenção é fazer com que as pessoas se identifiquem com as imagens, já que as fotos retratam a cultura e formação do nosso povo”, disse o fotógrafo em entrevista ao jornal A Redação.

    O gerente de marketing da RMTC, Fernando Noleto, explica que a exposição faz parte de um projeto da Rede que visa levar ações culturais para os terminais de Goiânia. “Levar cultura e informação para os passageiros do transporte público é muito importante. Acredito que a arte faz com que o trajeto fique mais leve e prazeroso para os passageiros”, explicou ao AR.

    O presidente da Metrobus, Marlius Braga Machado, também ressaltou a importância desse tipo de iniciativa nos terminais do Eixo Anhanguera.  “Desde o ano passado colocamos os terminais à disposição para receber a exposição e é muito interessante ver hoje a ‘Céu de Anil’ exposta aos clientes. Além de harmonizar esses espaços, também é uma forma de democratizar a arte, expondo, por exemplo, algumas particularidades da cultura indígena aos mais de 220 mil clientes que passam pelo Eixo Anhanguera.”

    Para o diretor executivo do RedeMob Consórcio, Leomar Avelino, é importante que em um ambiente com grande fluxo de pessoas haja espaço para os eventos culturais. “Temos muita satisfação em realizar estes eventos nos terminais, inclusive já concretizamos outros projetos. A cultura agrega sentido à vida das pessoas e faz parte de nossos valores cuidar das pessoas em nosso caminho, proporcionando a melhor experiência aos clientes que usam diariamente o transporte coletivo”.

    Exposição
    As 50 fotografias feitas por Wagner Araújo abordam as profundas manifestações de arte e religiosidade goianas e brasileiras a partir de uma visão poética e não apenas documental. As imagens revelam a miscigenação e pluralidade do povo brasileiro, suas manifestações culturais, e propõem uma reflexão sobre nossa ancestralidade.

    Para o curador da mostra, Diógenes Moura, a exposição sugere um instante de reflexão no trânsito dos terminais rodoviários, justamente no fluxo do dia a dia onde cada um dos transeuntes que por ali passam têm a possibilidade de olhar para si mesmo e rever o que lhes pertence: a Cavalhada em Pirenópolis, as Congadas em Goiás e Catalão, os retratos dos índios Kayapó, Krahô, os encontros de cultura na aldeia Multiétnica em São Jorge e Alto do Paraíso, a louvação à Yemanjá, em Salvador, na Bahia.

    “Porque o que é nosso, nos pertence, não se apaga, não se lastima. Pertence porque trata da nossa história. Pertence ao nosso corpo, ao conflito permanente entre dor e prazer que temos que enfrentar diariamente. Aqui está o Céu de Anil. Eis a nossa liberdade para existir, cantar, dançar, entrar em transe, e gritar, cada vez mais. Simplesmente porque somos vencedores”, ressaltou o curador.

    Céu de Anil foi contemplado pelo Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás 2016, do Governo do Estado de Goiás, por meio da Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), e fica em cartaz até 03 de fevereiro.

    Fonte: A Redação.

  • Aulão de dança aberta ao público anima clientes no Terminal Padre Pelágio

    20/07/2017 Categoria: Rota Cultural

    O grupo Terceira Dança do Centro de Convivência de Idosos (CCI) Cândida de Morais espalhou muita disposição aos clientes da Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC) em aulão de dança, realizado na manhã desta quinta-feira (20), às 9 horas, no Terminal Padre Pelágio.

    Vários clientes, que estavam presentes no Terminal, dançaram forró e vários outros ritmos com o grupo de idosos, alunos da CCI, unidade da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG).

    O aulão teve duração 2 horas e foi conduzido pelo professor Mauro Mendes da Silva e pela psicóloga Rosana Siqueira. Vários clientes e idosos dançaram com muita energia e alegria, depois que fizeram um bom aquecimento.

    Para se inscrever no projeto, é necessário ter acima de 60 anos e condições de ir e voltar da unidade, que fica na Rua Palmares, no Setor Cândida de Morais.

    O Centro de Convivência de Idosos Cândida de Morais oferece cursos de inclusão digital; treinamento funcional; atividades pedagógicas; dança; trabalhos manuais; cozinha terapêutica; oficina de beleza, além de roda de conversas e jogos lúdicos. Cerca de 200 idosos frequentam assiduamente.

    A inscrição pode ser feita na CCI, é aberta durante todo o ano e exige cópias do RG e comprovante de endereço do idoso. Para mais informações, ligue em 3201-6398.

Categorias

Posts recentes

Tags