• SISTEMA AMANHECE COM MAIS ÔNIBUS

    08/03/2021 Categoria: esclarecimento

    As concessionárias da Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC) são parceiras da sociedade e do poder público no combate à pandemia e estão cumprindo o que foi determinado pelo Decreto 1.757 editado neste domingo pela Prefeitura de Goiânia. Essa parceria se estende à fiscalização que está sob a responsabilidade da Guarda Municipal, Polícia Militar e Companhia Metropolitana do Transporte Coletivo (CMTC).

    Além dos 826 veículos já disponibilizados na frota de soltura, conforme Boletim do Transporte divulgado diariamente, foram acrescidos ao sistema, de acordo com o que foi determinado pelo órgão gestor, mais 174 ônibus, que estão rodando normalmente. Estes veículos são da frota extra e da frota reserva, que passaram por uma completa revisão nos últimos dias por dezenas de profissionais que trabalharam, dedicados, para atender à população.

    As empresas continuam trabalhando para inserir novos veículos no sistema durante os próximos dias.

    Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo da Região Metropolitana de Goiânia (SET)

  • RMTC AMANHECE OPERANDO PARCIALMENTE

    19/12/2020 Categoria: esclarecimento

    O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano e Passageiros da Região Metropolitana de Goiânia, informa que as garagens da Cootego, HP Transportes, Rápido Araguaia e Viação Reunidas amanheceram paradas.

    Os motoristas estão nas garagens, mas de braços cruzados. O SET lamenta o atual momento vivido pelo transporte e por todos os funcionários do sistema. Mas entende que perdeu totalmente a confiança e a credibilidade com os quase 5.000 funcionários do setor por não ter conseguido uma solução para o pagamento dos salários e 13º.

    Motivo da paralisação

    A paralisação dos trabalhadores é decorrente de uma falta de solução que o setor não encontrou até agora para o restante do pagamento dos salários de novembro que estão atrasados e quitação do 13º salário que as empresas propuseram ao sindicato dos trabalhadores parcelar e não chegaram a um acordo, bem como pela falta de segurança se haverá recursos para o pagamento dos salários de dezembro das empresas que fazem parte do sistema de transporte público.

    Solução

    As concessionárias estão trabalhando para que o serviço retome sua normalidade até segunda-feira. E afirma continuar na busca por uma solução para a crise instalada que, neste momento, a saída vislumbrada poderia ser o cumprimento, pelos municípios, do Plano Emergencial formulado pelo Estado de Goiás, que, inclusive, foi homologado parcialmente no processo judicial promovido pelo Ministério Público visando assegurar a manutenção da prestação do serviço de transporte público.

    Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano e Passageiros da Região Metropolitana de Goiânia.

  • Motoristas mortos por Covid-19 estavam afastados do trabalho

    30/07/2020 Categoria: esclarecimento

    Os três funcionários do transporte coletivo faziam parte do grupo de risco e não exerciam mais suas funções. Outros colaboradores confirmados com a doença atuavam em áreas administrativas e também estão afastados  

    O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano e Passageiros da Região Metropolitana de Goiânia (SET) e o RedeMob Consórcio lamentam o óbito de três motoristas que faleceram em decorrência da Covid 19. Estes funcionários não estavam trabalhando e estavam afastados por pertencerem ao grupo de risco. A medida também foi tomada com todos os funcionários do grupo de risco após avaliação dos médicos do trabalho das empresas. Dois deles pertenciam à Rápido Araguaia e um era da Reunidas. Os demais 10 colaboradores que estão afastados por terem testado positivo para a Covid-19 atuavam em áreas administrativas das empresas. 

    Desde o início da pandemia, as empresas têm demonstrado grande preocupação com todos os que trabalham e utilizam o sistema de transporte público coletivo. Os investimentos são recorrentes em orientação de todos os seus funcionários quanto às ações de prevenção à Covid-19 em palestras e distribuição de cartilhas informativas, bem como fazem a medição diária da temperatura dos colaboradores, oferecem máscaras e álcool em gel para todos, incluindo, motoristas. 

    Para a segurança de motoristas e usuários, existe um investimento contínuo na limpeza dos veículos que é feita várias vezes ao dia ao fim de cada viagem, de forma rigorosa e com produtos sanitizantes. Todos são orientados a manterem as janelas dos ônibus abertas. Segundo pesquisa da Universidade de Caxias do Sul, os ônibus circulando com as janelas abertas proporcionam um ambiente arejado e seguro. De acordo com estudos da Universidade e da empresa Marcopolo, os ônibus com as janelas abertas têm renovação de ar de até 63% maior que a exigida em supermercados, agências bancárias e aeroportos. E atende os mínimos estabelecidos pela ABNT 16401 para ambientes como sala de aula, museus, shoppings e supermercados. Quando em movimento, essa renovação do ar excede em mais de 60% os limites estabelecidos pela ABNT. 

    Sempre que há caso suspeito, as empresas cumprem o protocolo do Ministério da Saúde e o profissional é afastado imediatamente, sendo direcionado ao serviço de saúde para diagnóstico e atendimento. Atualmente são 11 motoristas afastados por suspeita de contaminação. Vale ressaltar que os funcionários do sistema possuem plano de saúde, o que dá um grande suporte, inclusive, para suas famílias. 

    Os motoristas também são orientados indicar ao usuário o respeito ao decreto do governo do Estado, que prevê apenas passageiros sentados e que utilizem máscaras de proteção facial, cabe à Polícia Militar e à Guarda Civil a responsabilidade imediata por esta fiscalização e controle junto ao usuário. 

    Todas as ações das empresas podem ser provadas e elas se colocam à disposição para receber os veículos de comunicação para comprovar as ações. 

  • Demanda do terceiro dia de retorno das atividades

    17/07/2020 Categoria: esclarecimento

    Segue abaixo, demanda de passageiros na Rede Metropolitana de Transporte Público no dia 16 de julho de 2020.

    Comparando com março, antes da pandemia, o fluxo de passageiros era de 521.630, e ontem foi de 178.647, uma queda de 66% na demanda de usuários. Ou seja, a demanda atual é apenas 34% da demanda antes da pandemia.

    Estes números demonstram que o retorno no fluxo de passageiros no sistema de transporte público não foi e talvez não será automático como foi divulgado.

    RedeMob Consórcio

  • Demanda do segundo dia de retorno das atividades

    16/07/2020 Categoria: esclarecimento

    Segue abaixo, demanda de passageiros na Rede Metropolitana de Transporte Público no dia 15 de julho de 2020.

    Comparando com março, antes da pandemia, o fluxo de passageiros era de 521.630, e ontem 179.520, uma queda de 66% na demanda de usuários. Ou seja, a demanda atual é apenas 34% da demanda antes da pandemia.

    Estes números demonstram que o retorno no fluxo de passageiros no sistema de transporte público não foi e talvez não será automático como foi divulgado ontem.

    RedeMob Consórcio

Categorias

Posts recentes

Tags