• Novo sistema de bilhetagem eletrônica Sitpass vai facilitar e ampliar acesso ao transporte coletivo na Região Metropolitana de Goiânia

    26/11/2019 Categoria: SiMRmtc

    Com tecnologia de ponta, o novo modelo funcionará com recursos como biometria facial, pagamento por QR Code, cartão de crédito ou débito por aproximação (NFC) e wi-fi a bordo

    O novo sistema de bilhetagem eletrônica Sitpass da Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC) foi apresentado nesta terça-feira (26/11), em evento realizado na sede da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC). Com tecnologia de ponta e diversos recursos digitais, o novo sistema vai tornar a utilização do transporte coletivo na Região Metropolitana de Goiânia mais fácil, prática e segura, além de ampliar o acesso dos clientes ao serviço.

    O evento contou com a presença do presidente da CMTC, Benjamin Kennedy Machado da Costa, do diretor executivo do RedeMob Consórcio, Leomar Avelino, do presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo de Goiânia (SET), Adriano Rodrigues de Oliveira, e os representantes das concessionárias do transporte coletivo, Rivaldar Gonçalves (Cootego), Indiara Ferreira (HP Transportes), Paulo César Reis (Metrobus), Odilon Santos Neto (Rápido Araguaia) e Henrique Vinícius da Paz (Viação Reunidas).

    Mais tecnológico, o novo modelo vai facilitar o acesso ao serviço do transporte coletivo e garantir mais segurança aos usuários. As ferramentas de hardware e software serão fornecidas pela empresa brasileira Prodata, líder de mercado no setor de transportes, e terão recursos que já estão disponíveis em nove capitais brasileiras, como Rio de Janeiro e São Paulo.

    O diretor do RedeMob Consórcio, Leomar Avelino (esq.), e o presidente da CMTC, Benjamin Kennedy Machado da Costa

    “A CMTC e as empresas concessionárias do transporte coletivo estão sempre buscando a melhoria do serviço prestado ao nosso cliente, e a nova bilhetagem nada mais é do que a garantia de que esta melhoria será alcançada. É um sistema prático, que também usa a internet e o smartphone. Praticamente toda a população já utiliza hoje os cartões de crédito e débito ou o smartphone, então isso vai facilitar muito a adesão a essas novidades. Os nossos clientes não terão nenhuma dificuldade de adaptação às mudanças”, reforçou o presidente da CMTC, Benjamin Kennedy Machado da Costa.

    Com financiamento e implementação gradual realizada pelo RedeMob Consórcio, o novo sistema de bilhetagem terá funcionalidades como biometria facial, pagamento por QR Code, cartões Sitpass, cartão de crédito ou débito por aproximação (NFC), pagamento em nuvem, recarga a bordo, wi-fi a bordo e atualização de dados dos cartões a bordo. A primeira fase, que contempla a biometria facial e o QR Code, será executada em até oito meses após a assinatura do contrato. A segunda fase terá prazo de conclusão de quatro meses após o término da primeira etapa. A previsão é que o novo sistema esteja em pleno funcionamento até dezembro de 2020.

    “Hoje é um dia importante para o transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia. É um projeto grande e muito importante para a população da nossa região. Nos últimos cinco anos, a tecnologia de bilhetagem evoluiu muito no Brasil, e a Prodata traz um conjunto completo com todos esses recursos. E pretendemos implantar este sistema com o mínimo de impacto na vida da população. Os recursos que estamos trazendo para cá já estão disponíveis em outras regiões do país, mas a Região Metropolitana de Goiânia será a única com todas as funcionalidades juntas e integradas”, destacou o diretor executivo do RedeMob Consórcio, Leomar Avelino.

    O diretor executivo do RedeMob Consórcio, Leomar Avelino

    A nova tecnologia foi escolhida a partir de estudos de mercado com as principais empresas do setor, que apontaram a Prodata como fornecedora do melhor conjunto de recursos disponíveis no Brasil atualmente. A Prodata é líder de mercado na América do Sul e. Além de deixar as viagens mais agradáveis e o sistema de transporte mais prático e seguro, a nova bilhetagem vai permitir a flexibilização tarifária por tipo de dia, horário ou linha, e possibilitar maior integração eletrônica entre as linhas sem uso dos terminais.

    A transição para o novo sistema de bilhetagem será executada sem prejuízos ao sistema atual. Todas as etapas do processo serão cumpridas de forma a minimizar o impacto durante o período de transição de forma a esclarecer para os usuários todos os benefícios que chegarão com a mudança, por meio de campanhas nas redes sociais e nos terminais de integração da RMTC.

    Assinatura do contrato com a empresa de tecnologia Prodata

    Pioneiro no Brasil, o atual sistema de Goiânia utiliza tecnologia francesa e está com mais de 22 anos de operação ininterrupta. A RMTC possui cerca de 1 milhão e 900 mil unidades emitidas do Cartão Fácil. A transição para o novo sistema de bilhetagem será executada com a garantia de não prejudicar a população que utiliza o serviço. Os mais de 1.700 pontos de venda espalhados pelas cidades da Região Metropolitana de Goiânia continuarão realizando o serviço de recarga do Cartão Fácil normalmente.

  • Clientes podem fazer validação de créditos em cerca de 1.700 pontos de venda e recarga

    06/11/2019 Categoria: SiMRmtc

    Desde o dia 07 de outubro, o serviço de validação de créditos do Cartão Fácil e do Passe Livre Estudantil já pode ser realizado em qualquer um dos cerca de 1.700 pontos de venda e recarga (PVRs) presentes no comércio e estabelecimentos dos 18 municípios da Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC), além das máquinas de autoatendimento e bilheterias presentes em todos os terminais de integração. Antes dessa data, a validação de créditos só podia ser realizada em 178 locais.

    Os cerca de 1.700 pontos de venda e recarga (PVRs) podem ser localizados por meio do aplicativo SiMRmtc, pelo site www.rmtcgoiania.com.br, pelas redes sociais no FacebookTwitter e Instagram ou pelo fone 0800 648 2222. A rede de PVRs é planejada de modo que sempre haja um local próximo à residência, trabalho ou instituição de ensino dos clientes do transporte público coletivo para validação dos créditos do vale transporte, retirada gratuita do Cartão Fácil e compra de créditos de viagem.

  • Siga a dica de Nilton Pinto e Tom Carvalho e recarregue o Cartão Fácil!

    14/05/2019 Categoria: SiMRmtc

  • Campanha incentiva a recarga do Cartão Fácil

    06/05/2019 Categoria: SiMRmtc

    Com o objetivo de incentivar a recarga antecipada e o uso do Cartão Fácil, diminuindo a venda a bordo e o hábito de embarcar sem crédito de viagens no cartão, a RMTC – Rede Metropolitana de Transporte Coletivo, através do RedeMob Consórcio, deu início à campanha Recarga Cartão Fácil.

    A campanha Recarga Cartão Fácil contará com diversas ações de conscientização envolvendo os motoristas e passageiros do transporte coletivo. A campanha será realizada nos ônibus e terminais, e tem o objetivo de reduzir a venda a bordo para 5% até o dia 30/06/2019. Atualmente, o índice é de 7%.

    A campanha terá a distribuição de materiais informativos aos passageiros, além de cartazes e banners espalhados pelos terminais e informativos veiculados pelo sistema de som (Rádio RMTC) e displays (RMTVs) também nos terminais. Na internet, os perfis oficiais da RMTC nas redes sociais compartilharão vídeos com a dupla de comediantes Nilton Pinto e Tom Carvalho sobre as vantagens da recarga antecipada do Cartão Fácil.

    A região metropolitana de Goiânia conta com mais de 1.700 pontos de venda de recarga espalhados por todas as cidades que compõem a Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC), onde os clientes podem recarregar o Cartão Fácil ou pegar gratuitamente sua primeira via. Os clientes do transporte coletivo podem localizar o ponto de venda mais próximo por meio do aplicativo SiMRmtc, disponível gratuitamente para download nas plataformas Android e iOS, ou pelos sites www.rmtcgoiania.com.br e www.sitpass.com.br.

    Venda a bordo prejudica passageiros

    A venda a bordo, que ocorre quando o motorista precisa receber o pagamento em dinheiro do passageiro no ato do embarque, é um dos maiores problemas enfrentados pelo transporte coletivo da região metropolitana de Goiânia atualmente. São casos de clientes sem cartão ou sem créditos de viagem.

    A consequência é a lotação do salão dianteiro dos ônibus, comprometendo o fluxo de entrada dos clientes, causando desconforto aos demais passageiros e atrapalhando o motorista. Além disso, o pagamento de passagens em dinheiro no ato do embarque diminui a segurança do motorista e de todos os clientes.

    Veja aqui o vídeo da campanha:

  • Aplicativo SiMRmtc Acessível beneficiará milhares de deficientes visuais

    04/12/2018 Categoria: SiMRmtc

    O SiMRmtc Acessível é uma funcionalidade do App que permite ao deficiente visual utilizar todos os serviços disponíveis na ferramenta sem a ajuda de outra pessoa

    Diretor executivo do Redemob Consórcio, Leomar Avelino Rodrigues

    Foi lançada ontem, 03 de dezembro, em uma celebração alusiva ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, no Salão Nobre do Paço Municipal de Goiânia, a versão do aplicativo SiMRmtc Acessível. Com mais de 300 mil downloads, o SiMRmtc é uma importante ferramenta tecnológica desenvolvida pelo RedeMob Consórcio utilizando o ITS4Mobility Volvo, que permite ao passageiro acompanhar em tempo real os horários dos ônibus em suas linhas de interesse e, assim, ter condições de planejar melhor seu deslocamento na Região Metropolitana de Goiânia.

    Com o lançamento da versão acessível do app SiMRmtc, os deficientes visuais também poderão ter acesso às informações sobre linhas, trajetos, pontos de embarque, pontos de venda de recarga SitPass, planejar sua viajem, fazer sugestões, elogios, denúncias e reclamações. Além de programar um alarme para ser avisado quando o veículo estiver próximo e até avaliar a viagem.

    Prefeito de Goiânia, Iris Rezende

    Em desenvolvimento a cerca de um ano e meio, a funcionalidade foi implantada no aplicativo com o objetivo de atender inicialmente cerca de 1.700 pessoas cadastradas no Passe Livre do Deficiente Visual atendidos pela Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC). Todavia, segundo estimativas, a Região Metropolitana de Goiânia tem mais de 30 mil deficientes visuais que poderão agora ter seu acesso facilitado ao transporte público coletivo.

    O diretor executivo do Redemob Consórcio, Leomar Avelino Rodrigues, explicou que, o SiMRmtc acessível é o início de uma viagem que está apenas começando, pois, outras funcionalidades serão implantadas ou aperfeiçoadas no decorrer de 2019. “Tornar o aplicativo SiMRmtc acessível às pessoas com deficiência visual significa um ato de inclusão social e digital, acessibilidade e mobilidade por meio do transporte público coletivo na Região Metropolitana de Goiânia”, completou.

    Secretário de Direitos Humanos, Filemon Pereira

    Para o secretário de Direitos Humanos, Filemon Pereira, a versão acessível do SiMRmtc irá proporcionar aos deficientes visuais não só mobilidade, mas também dignidade. “Com a versão acessível as pessoas com deficiência visual terão total e plena possibilidade de pegar o ônibus e descer onde quiser, sem precisar da ajuda de terceiros”, ressaltou.

    De acordo com o superintendente municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência ou Mobilidade Reduzida, Antônio José Ferreira, que é deficiente visual, a independência é um dos maiores benefícios que o aplicativo irá proporcionar. “Com o aplicativo eu vou saber quantos minutos faltam para o ônibus chegar no ponto, vou saber a hora que ele chega, vou saber a hora de descer do ônibus no ponto que eu marquei, sem dizer a ninguém para onde eu vou, isso preserva a minha privacidade e me dá independência. Em muito boa hora a RMTC lembrou desse público, e está fazendo essa ação inclusiva, acessível, e acima de tudo humanitária”, comemorou o superintendente.

    Superintendente municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência ou Mobilidade                                                     Reduzida, Antônio José Ferreira

    O professor e consultor, Romeu Fernandes de Lima, que participou do desenvolvimento da versão acessível do SiMRmtc e também é deficiente visual falou sobre a importância de participar desse projeto. “O desenvolvimento do aplicativo com os recursos de acessibilidade é um sonho antigo das pessoas com deficiência visual. Nós começamos de fato a testar o aplicativo em 2017. E então contribuímos com algumas considerações para a equipe desenvolvedora. Coisas que a gente entende que é necessário estar no aplicativo para atender as nossas necessidades”, afirmou.

     

    Professor e consultor, Romeu Fernandes de Lima

    Todo aplicativo passa por um histórico de amadurecimento e melhorias, o que não será diferente para as funcionalidades de acessibilidade do SiMRmtc acessível, apesar de seu tempo de operação e base instalada. Para que seja feito o aprimoramento, é preciso aumentar a base de usuários destas funcionalidades. A versão acessível já está disponível para smartphones com sistema operacional Android e devido a algumas regras burocráticas da Apple, a versão para iOS será lançada nos próximos 15 dias.

    Na ocasião do lançamento onde também foi assinado um expediente de encaminhamento do Projeto de Lei das Calçadas à Câmara Municipal e firmado convênio com a Associação dos Acidentados do Trabalho do Estado de Goiás (ACITEG) para a implantação do Banco Municipal de Cadeira de Rodas, que irá beneficiar pessoas com mobilidade reduzida e que necessitam cadeiras para se locomoverem.

    Funcionalidade acessível do App

    A fim de viabilizar a acessibilidade dos deficientes visuais ao aplicativo SimRmtc os seguintes recursos foram implementados:

    • Detecção automática da funcionalidade de leitura de tela ativa, normalmente utilizada pelo cliente com deficiência visual e capacidade de leitura reduzida de todas as telas do aplicativo;
    • Apresentação da distância do cliente (em metros) até o ponto de ônibus próximo, com base em sua localização atual;
    • Viajem guiada com informações sobre o percurso e sinalização de quando descer do ônibus, conforme destino programado (este recurso utiliza o Google Maps);
    • Consulta de horários em tempo real, com feedback sonoro informando quanto tempo resta para a chegada de seu ônibus ao ponto de parada (de 5 em 5 minutos, quando este intervalo for superior a 5 minutos, e de 1 em 1 minuto, quando o intervalo for inferior a 5 minutos).

     

Categorias

Posts recentes

Tags