• Fluxo de passageiros recua 37% nesta quinta-feira no Transporte Coletivo da Grande Goiânia.

    22/10/2021 Categoria: Boletim Diário de Fluxo e Demanda

    Volume de validações no sistema RMTC é de 328.879 passageiros no dia, enquanto no dia 9 de março de 2020, antes da pandemia de Covid-19, o índice era de 521.963 validações  

    Aa Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC) possuía, no dia 9 de março de 2020, antes da pandemia de Covid-19, uma demanda de 521.963 usuários. Em um comparativo com esta quinta-feira, dia 21, a rede registrou 328.879 validações, uma redução de 37% nas validações durante todo o dia, ou seja, menos 193.084 validações deixaram de ser feitas ontem no sistema.    

    Seguindo a mesma base comparativa, antes da pandemia, o SIMA – Sistema Integrado Metropolitano Anhanguera tinha uma demanda de 180.076 validações no dia 09 de março de 2020. Nesta quinta-feira, 21, a queda foi de 37,5% nas validações no sistema. Foram 67.559 validações a menos.  

    Em Goiânia, onde houve 217.211 validações no transporte público antes da pandemia, na quinta-feira (21) foram registrados 131.360 usuários, um volume 39,5% menor de validações no dia – o que equivale a menos 85.851 validações.  

    E Aparecida de Goiânia, que recebia 124.676 validações no sistema no dia 09 de março de 2020, registrou volume 31,8% menor também na última quinta-feira (21), ou seja, 39.634 menos validações.

  • Quarta-feira, 20, é marcada por redução de 36,8% no volume de passageiros do transporte coletivo de Goiânia e Região Metropolitana

    21/10/2021 Categoria: Boletim Diário de Fluxo e Demanda

    Fluxo de usuários no sistema RMTC é de 329.658 passageiros no dia, enquanto no dia 9 de março de 2020, antes da pandemia de Covid-19, o índice era de 521.963 validações.  

    Aa Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC) possuía, no dia 9 de março de 2020, antes da pandemia de Covid-19, uma demanda de 521.963 usuários. Em um comparativo com a última quarta-feira, dia 20, a rede registrou 329.658 validações, uma redução de 36,8% nas validações durante todo o dia, ou seja, menos 192.305 validações deixaram de ser feitas ontem no sistema.    

    Seguindo a mesma base comparativa, antes da pandemia, o SIMA – Sistema Integrado Metropolitano Anhanguera tinha uma demanda de 180.076 validações no dia 09 de março de 2020. Nesta quarta-feira, 20, a queda foi de 36,9% nas validações no sistema. Foram 66.513 validações a menos. 

    Em Goiânia, onde houve 217.211 validações no transporte público antes da pandemia, na última quarta-feira foram registrados 131.572 usuários, um volume 39,4% menor de validações no dia – o que equivale a menos 85.639 validações.  

    E Aparecida de Goiânia, que recebia 124.676 validações no sistema no dia 09 de março de 2020, registrou volume 32,2% menor também na última quarta-feira (20), ou seja, 40.153 menos validações.  

  • Volume de validação no transporte coletivo da Grande Goiânia recua 36,5% na terça-feira, 19/10

    20/10/2021 Categoria: Boletim Diário de Fluxo e Demanda

    Fluxo de usuários no sistema RMTC é de 331.673 passageiros no dia, enquanto no dia 9 de março de 2020, antes da pandemia de Covid-19, o índice era de 521.963 validações.  

    Aa Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC) possuía, no dia 9 de março de 2020, antes da pandemia de Covid-19, uma demanda de 521.963 usuários. Em um comparativo com esta terça-feira, dia 19, a rede registrou 331.673 validações, uma redução de 36,5% nas validações durante todo o dia, ou seja, menos 190.290 validações deixaram de ser feitas ontem no sistema.    

    Seguindo a mesma base comparativa, antes da pandemia, o SIMA – Sistema Integrado Metropolitano Anhanguera tinha uma demanda de 180.076 validações no dia 09 de março de 2020. Na última terça-feira, 19, a queda foi de 36,8% nas validações no sistema. Foram 66.208 validações a menos.  

    Em Goiânia, onde houve 217.211 validações no transporte público antes da pandemia, na última terça-feira foram registrados 132.768 usuários, um volume 38,9% menor de validações no dia – o que equivale a menos 84.443 validações.  

    E Aparecida de Goiânia, que recebia 124.676 validações no sistema no dia 09 de março de 2020, registrou volume 31,8% menor também na última terça-feira (19), ou seja, 39.639 menos validações.  

  • Início de semana marca redução de 40,8% no fluxo de usuários do transporte coletivo Grande Goiânia

    19/10/2021 Categoria: Boletim Diário de Fluxo e Demanda

    Sistema RMTC registra volume de 309 mil passageiros na segunda-feira (18), enquanto no dia 9 de março de 2020, antes da pandemia de Covid-19, o índice era de 521.963 validações. Em Goiânia, o fluxo de validações tem queda de 43,9%. 

    Aa Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC) possuía, no dia 9 de março de 2020, antes da pandemia de Covid-19, uma demanda de 521.963 usuários. Em um comparativo com esta segunda-feira, dia 18, a rede registrou 309.000 validações, uma redução de 40,8% nas validações durante todo o dia, ou seja, menos 212.963 validações deixaram de ser feitas ontem no sistema.    

    Seguindo a mesma base comparativa, antes da pandemia, o SIMA – Sistema Integrado Metropolitano Anhanguera tinha uma demanda de 180.076 validações no dia 09 de março de 2020. Na última segunda-feira, 18, a queda foi de 39,7% nas validações no sistema. Foram 71.559 validações a menos.  

    Em Goiânia, onde houve 217.211 validações no transporte público antes da pandemia, na última segunda-feira foram registrados 121.874 usuários, um volume 43,9% menor de validações no dia – o que equivale a menos 95.337 validações.  

    E Aparecida de Goiânia, que recebia 124.676 validações no sistema no dia 09 de março de 2020, registrou volume 36,9% menor também na última segunda-feira (18), ou seja, 46.067 menos validações.  

  • Transporte coletivo da Grande Goiânia encerra semana com queda de 39,8% no fluxo de usuários

    18/10/2021 Categoria: Boletim Diário de Fluxo e Demanda

    Sistema RMTC registra volume de 314.082 passageiros na sexta-feira (15), enquanto no dia 9 de março de 2020, antes da pandemia de Covid-19, o índice era de 521.963 validações. Em Goiânia, o fluxo de validações tem queda de 43,1%.  

    Aa Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC) possuía, no dia 9 de março de 2020, antes da pandemia de Covid-19, uma demanda de 521.963 usuários. Em um comparativo com a última sexta-feira, dia 15, a rede registrou 314.082 validações, uma redução de 39,8% nas validações durante todo o dia, ou seja, menos 207.881 validações deixaram de ser feitas no sistema.    

    Seguindo a mesma base comparativa, antes da pandemia, o SIMA – Sistema Integrado Metropolitano Anhanguera tinha uma demanda de 180.076 validações no dia 09 de março de 2020. Na última sexta-feira, 15, a queda foi de 38,9% nas validações no sistema. Foram 69.989 validações a menos.  

    Em Goiânia, onde houve 217.211 validações no transporte público antes da pandemia, na última sexta-feira foram registrados 123.637 usuários, um volume 43,1% menor de validações no dia – o que equivale a menos 93.574 validações.  

    E Aparecida de Goiânia, que recebia 124.676 validações no sistema no dia 09 de março de 2020, registrou volume 35,5% menor também na última sexta-feira (15), ou seja, 44.318 menos validações.  

Categorias

Posts recentes

Tags