• Reecontro no terminal

    29/05/2018 Categoria: Segurança

    Na manhã deste domingo, 27, uma mulher que estava desaparecida foi encontrada no terminal Novo Mundo. Um rapaz que não quis se identificar encontrou a Gabriela no terminal Praça da Bíblia e, percebendo que ela estava perdida, ofereceu um lanche e a acompanhou até o terminal Novo Mundo, onde entrou em contato com a segurança.

    A jovem foi encaminhada à sala de apoio da Polícia Civil, onde uma equipe de vigilância realizou uma busca e encontrou através das redes sociais uma página com seu nome e informações do seu desaparecimento. A jovem, que faz tratamento para depressão, é da zona rural de Santo Antônio de Goiás e estava desaparecida há 48 horas.

    A equipe entrou em contato com a família, que compareceu ao terminal para reencontrá-la. Caso você veja uma situação como esta, não hesite em ajudar, todos os terminais possuem salas de apoio  e equipes treinadas para agir nesses casos.

     

  • Pesquisa com clientes do Eixo Anhanguera aponta melhoria no grau de satisfação

    22/05/2018 Categoria: Segurança

    No dia 27 de abril, o RedeMob Consórcio realizou uma pesquisa de avaliação do serviço do Eixo Anhanguera nos terminais Praça da Bíblia, Dergo, Novo Mundo, Praça A e Padre Pelágio. A pesquisa tem 95% de confiabilidade e 5% de margem de erro.

    Segundo o resultado, os usuários consideram que há uma melhoria geral de 64% nos terminais do Eixo. O item “Segurança” foi um dos pontos de maior crescimento, com aumento de 329% de melhoria na avaliação do cliente. Outros itens receberam destaque, o “Conforto” e “Organização das filas de embarque” aumentaram em 68% e “Limpeza” cresceu 53% de acordo com a percepção dos clientes.

    Dentre as melhorias realizadas nos Terminais do Eixo, estão: novas salas de apoio para Polícia Militar com presença constante de policiais militares e vigilantes, revitalização de faixas de pedestre, meios-fios, faixa de contenção nas plataformas e implantação de novas placas informativas, além de pintura do bloco de apoio aos clientes, serviços de jardinagem e revitalização dos canteiros. Houveram também ações pontuais como recapeamento da pista no acesso de veículos leste no Terminal Praça da Bíblia e revitalização da praça de convivência do Terminal Padre Pelágio.

    A segurança pública implantada é e representa a grande evolução nos terminais. As ações pontuais na infraestrutura são importantes enquanto medidas paliativas. A solução definitiva passa pelas reformas dos terminais, estações e corredor Anhanguera.

  • Terminal Bandeiras recebe Projeto Ponto Final

    16/05/2018 Categoria: Segurança

    O Terminal Bandeiras recebeu nesta segunda-feira (14) o Projeto Ponto Final, parceria com o Tribunal de Justiça, Ministério Público e Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás.

    O serviço móvel da Polícia Militar esteve disponível para realização da lavratura do Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) no local, além de um ônibus da Justiça Itinerante contendo juízes e promotores para que as ocorrências fossem resolvidas dentro dos terminais, sem necessidade de deslocamento até a delegacia.

    A Patrulha Maria da Penha, que atua no atendimento às ocorrências de assédio, agressão, ameaças e outros tipos penais contra a mulher, também esteve no terminal realizando uma ação intensiva e distribuindo cartilhas informativas.

  • Ponto Final do Assédio

    11/05/2018 Categoria: Segurança

    Um bom convívio em sociedade depende, principalmente, da valorização da ética e respeito entre as pessoas. No transporte público coletivo, essa lógica não é diferente. Contudo, alguns comportamentos ainda se colocam como entrave ao bem estar da sociedade e dificultam seu progresso. Um exemplo é o desrespeito sofrido por mulheres ainda nos dias de hoje através do assédio.

    Assédio é qualquer ato que cause constrangimento ou viole a intimidade do outro. Contato físico ofensivo e sem consentimento, constrangimento verbal, etc. Atitudes como essas podem ser consideradas crimes, consequentemente passíveis de punição. É necessário a mobilização de todos para que possamos abolir essa prática, e a denúncia é parte fundamental que deve ser estimulada de forma a inibir futuras agressões.

     

    Presenciou ou sofreu abusos?

    Agora, com a possibilidade de se registrar o TCO (Termo Circunstancial de Ocorrência) com a Polícia Militar nos terminais, os clientes do transporte público podem denunciar abusos sem necessidade de comparecer à delegacia, bastando apenas se dirigir a um dos policiais.

    Além disso, a Patrulha Maria da Penha disponibiliza um telefone exclusivo para denúncias de crimes contra a mulher: (62) 99930-9778.

    Também é possível denunciar através do nosso canal de comunicação via whatsapp: (62) 98591-8952. As denúncias de ocorrências de crimes são rapidamente encaminhadas ao Comando de Operações da Polícia Militar (Copom), que aciona a viatura mais próxima.

    Equipe da Patrulha Maria da Penha realiza ação intensiva no Terminal Vera Cruz

  • Uso indevido do Transporte Público Coletivo: Um problema de todos

    23/04/2018 Categoria: Segurança

    O uso indevido do transporte público coletivo é o termo que se usa quando uma pessoa utiliza o serviço sem efetuar o pagamento da tarifa, também pode ser entendido como fraude ou evasão de receita.

    Na Região Metropolitana de Goiânia isto é um problema grave e gera um prejuízo para as pessoas que usam o transporte público coletivo equivalente a menos 75 ônibus na operação, conforme pesquisa realizada em toda Rede Metropolitana de Goiânia, pelo RedeMob Consórcio no primeiro semestre de 2017.

    O uso indevido ou fraude, acontece quando as pessoas pulam ou passam por debaixo da catraca dos ônibus e dos terminais, adentram nos terminais e estações pelos acessos de veículos ou usam indevidamente os passes livres Sitpass: idoso, deficiente, criança, etc.

    Se não existisse o uso indevido, que corresponde cerca de R$ 26 milhões/ano, o serviço poderia ser melhorado cerca de 9% na oferta de viagens e lugares, ou seja, 30 mil viagens a mais e 2.700.000 lugares de incremento ao mês.

    O resultado poderia ser ainda muito pior, já que em 2016, antes da assunção pelo RedeMob Consórcio da gestão dos terminais e estações do Eixo Anhanguera, o uso indevido nestes locais estava próximo a 18%, hoje cerca de 1,4%. Veja índices da evasão no gráfico seguinte:

Categorias

Posts recentes

Tags