• Faixas de pedestre são restauradas no Terminal Praça da Bíblia

    21/07/2017 Categoria: Projetos e ações,Segurança

     

     

    O cliente que passa pelo Terminal Praça da Bíblia deve ter notado a diferença do ambiente com a restauração das faixas de pedestre. Com a correria do dia-a-dia, atravessar a rua na faixa tornou-se exceção ao invés de regra na vida das pessoas.

    Com o intuito de oferecer maior segurança para os passageiros que passam pelos terminais, o Redemob Consórcio restaurou a pintura das faixas de pedestre do Terminal Praça da Bíblia. A ação visa conscientizar as pessoas sobre o local adequado e seguro durante a travessia. Além disso, a visibilidade para as faixas de pedestre proporciona aos motoristas a tranquilidade na hora de realizar as paradas de ônibus.

    Em função da pressa, muitas pessoas já foram vítimas de acidentes por atravessar vias em locais inapropriados. Em meio a tantas histórias esse ato de insegurança é praticado por vários motivos, entretanto nenhum deles vale uma vida. Por isso, use a faixa de pedestre!

  • Aulão de dança aberta ao público anima clientes no Terminal Padre Pelágio

    20/07/2017 Categoria: Rota Cultural,Rota de Lazer

    O grupo Terceira Dança do Centro de Convivência de Idosos (CCI) Cândida de Morais espalhou muita disposição aos clientes da Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC) em aulão de dança, realizado na manhã desta quinta-feira (20), às 9 horas, no Terminal Padre Pelágio.

    Vários clientes, que estavam presentes no Terminal, dançaram forró e vários outros ritmos com o grupo de idosos, alunos da CCI, unidade da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG).

    O aulão teve duração 2 horas e foi conduzido pelo professor Mauro Mendes da Silva e pela psicóloga Rosana Siqueira. Vários clientes e idosos dançaram com muita energia e alegria, depois que fizeram um bom aquecimento.

    Para se inscrever no projeto, é necessário ter acima de 60 anos e condições de ir e voltar da unidade, que fica na Rua Palmares, no Setor Cândida de Morais.

    O Centro de Convivência de Idosos Cândida de Morais oferece cursos de inclusão digital; treinamento funcional; atividades pedagógicas; dança; trabalhos manuais; cozinha terapêutica; oficina de beleza, além de roda de conversas e jogos lúdicos. Cerca de 200 idosos frequentam assiduamente.

    A inscrição pode ser feita na CCI, é aberta durante todo o ano e exige cópias do RG e comprovante de endereço do idoso. Para mais informações, ligue em 3201-6398.

  • Cliente agradecido por recuperar objetos perdidos tem atitude surpreendente

    19/07/2017 Categoria: Por dentro da Rede

    Executar o trabalho com excelência e receber um buquê de flores em reconhecimento não há nada melhor.

    A assistente de Atendimento Presencial, Silene Lau da Costa, 37 anos, o executava normalmente ao catalogar os documentos, objetos e materiais encontrados nos ônibus, Terminais de Integração ou plataformas, no Tá na Mão, a Central de Perdidos e Achados.

    O seu objetivo é registrar os achados e procurar um telefone para entrar em contato com o cliente que perdeu e, no entanto, devolver.

    Na manhã da última quinta-feira (13), chegou à Central uma pequena bolsa com RG, título de eleitor, Passe Livre e uma nota promissória que tinha um telefone escrito nela. A assistente ligou nesse número e quem atendeu foi o cliente Dinovan Leandro dos Santos Dias, dono da bolsa perdida no Terminal Praça A.

    O cliente foi buscá-la ainda na tarde de sexta-feira (14) e nem hesitou em dizer, segurando um buquê de rosas em uma das mãos: “Nossa, você me deu uma ótima notícia hoje de manhã. Receba flores pelo seu trabalho”, entregou o buquê à Silene ao receber a bolsa com seus pertences.

    Silene Lau ficou sem reação ao receber as rosas. “Eu achei que ele estava brincando e que ele fosse entregar para outra pessoa”. Mas Dinovan entregou as flores para ela, por ter devolvido todos os documentos e o poupado tempo de ter que fazê-los novamente.

    O Tá na Mão recupera diariamente vários objetos e ficam à disposição do cliente na Central por 30 dias, contados a partir da data em que foram entregues. Após este período, os documentos pessoais são encaminhados ao achados e perdidos dos Correios.

    Para localizar objetos que não possuam o nome do proprietário, como roupas, acessórios, bolsas, guarda-chuvas, etc., é necessário ir diretamente à Central Tá na Mão e apresentar um documento pessoal com foto.

    Quem perdeu ou esqueceu algo que possa ser identificado pelo nome do proprietário, como documentos pessoais, agenda, exames médicos, dentre outros, pode verificar se o item está na Central através do Sistema de Busca (http://www.rmtcgoiania.com.br/sac/perdidos-e-achados) ou no Call Center 0800-648-2222.

    A Central fica no Terminal Bandeiras, localizado na Avenida dos Alpes, no Jardim Europa e funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 13 horas e das 15 às 18 horas, e aos sábados, das 8 às 12 horas.

  • Linha 343 é estendida para atender o Residencial Alice Barbosa

    18/07/2017 Categoria: Mudanças nas linhas,Novidades da Rede

    A partir de amanhã, 19, a linha 343 – PC Campus / Orlando de Morais mudará de trajeto para atender os clientes do Residencial Alice Barbosa, em Goiânia. Agora, no sentido PC Campus a linha deixa de passar em parte da Rua Aimorés e a Rua Tamôios, onde dois pontos de embarque e desembarque foram desativados. Ela passa pela GO-462 e em seguida segue seu trajeto normal. Dois novos pontos foram criados na Avenida Antônio Barbosa: 7673 e 7674.

  • Redemob Consórcio apresenta estrutura operacional a visitantes

    14/07/2017 Categoria: Segurança,Trânsito e Transporte

    O Diretor de transportes do Redemob Consórcio, Cézane Siqueira, recebeu na última semana, o tenente coronel André Resende, o major Olavo Mendonça e o major Dalmir Caixeta da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Paz Social do Distrito Federal (SSP-DF).

    Na visita, foi apresentada toda a estrutura operacional do Redemob Consórcio, com destaque para parceria com a Secretaria de Segurança Pública e a importância do uso da tecnologia em prol do cidadão que utiliza o transporte coletivo. Cézane Siqueira enfatizou que atualmente são mais de 2.000 mil câmeras nos Terminais, Estações e Ônibus.

    Os visitantes ficaram bastante impressionados com o sistema de informação da RMTC, que informa em tempo real horários e trajetos de ônibus. Para o major Olavo Mendonça, “Goiânia está 10 anos à frente no transporte público, comparado à realidade do Distrito Federal”. Ele explica que o intuito da visita é conhecer toda a estrutura operacional da empresa, com foco no sistema de monitoramento e segurança. A busca pela implantação de um modelo operacional no DF é um dos objetivos da SSP junto a empresa Transportes Integrados do DF (TRANSIT), fundada em 2013 com o objetivo de integrar as empresas de ônibus do Distrito Federal.

    Após a reunião, os visitantes conheceram o Núcleo Integrado da Operação (NIO) e, posteriormente, visitaram o Centro Integrado de Inteligência Comando e Controle de Goiás (CIICC-GO) e a estrutura do terminal Garavelo, em Aparecida de Goiânia. Ao final, Cézane destacou que o grande desafio do Redemob Consórcio “é sempre buscar melhorias que possam trazer valorização do transporte público pela população da região metropolitana de Goiânia” e que estas visitas nos mostram que estamos no caminho certo.

     

     

Categorias

Tópicos recentes

Tags