• “Papai Noel do Eixão” entrega 30 kg de doces e balinhas para passageiros do Eixo Anhanguera

    30/12/2019 Categoria: Cultura em Movimento

    Diz a conhecida lenda que o Papai Noel levava presentes para crianças bem-comportadas na noite da véspera de Natal. Então, no dia 24 de dezembro, sentado em um trenó guiado por renas, São Nicolau realizava à entrega dos brinquedos aos pequeninos que não haviam feito nenhuma peripécia nem dado tanta dor de cabeça aos pais durante o ano. A estória natalina pode apenas ser uma fantasia para encantar as criancinhas mas serviu para muita gente se inspirar e fazer a diferença no mundo.

    O motorista da Metrobus José Antônio Pereira fez de um ônibus do Eixo Anhanguera seu trenó e entre os dias 23 a 25 de dezembro deste ano fez a alegria de quem entrava no ônibus que dirigia. Aos 56 anos, o “Papai Noel da Metrobus” ou “Papai Noel do Eixão”, utiliza a fantasia do Bom Velhinho há 19 anos. “Tudo começou com uma brincadeira há muitos anos. Disseram que eu estava gordinho na época. Fizeram o desafio e me deram a roupa de Papai Noel. Acabou que saí uma vez e os passageiros gostaram. Todos ficaram muito alegres. Desde então, nunca mais deixei de sair nesta época do ano”, relembra.

    Por trás da barba natalina, o sorriso do pai do João (Foto: Domingos Ketelbey)
    Por trás da barba natalina, o sorriso do pai do João (Foto: Domingos Ketelbey)

    Em todas as viagens, como o bom velhinho, José carrega um saco de doces e balas. Este ano, ele chegou a entregar 30 kg de guloseimas aos passageiros. “Todos se encantam quando me veem. É criança e adulto. Acho até que os adultos se emocionam mais!”.

    Dada a peculiaridade da fantasia, o Papai Noel da Metrobus já é assediado nas redes sociais e tem seus fãs que sempre que o período de final de ano se aproxima cobram a presença do Bom Velhinho no “Trenó do Eixão”. “Eles me procuram nas redes sociais. Me perguntam o dia que vou rodar. Eu já me acostumei, gosto de fazer isso. Eles mesmos falam que a Metrobus sem Papai Noel não tem graça”, revela. Trata-se de uma marca registrada de José Antônio. “Eu fico muito contente em levar isso ao usuário do Eixão”, menciona.

    Por trás da barba e da fantasia, José Antônio conversa de modo paciente e tranquila. Anda sem pressa. Conta que seu filho que tem 13 anos e fica todo orgulhoso quando vê o pai fantasiado. “Ele acha a maior maravilha. Ele tira foto, mostra pros coleguinhas. Fala que é filho do papai noel!”.

    De cara limpa, José Pereira trabalha há 21 anos na Metrobus (Foto: Domingos Ketelbey)
    De cara limpa, José Pereira trabalha há 21 anos na Metrobus (Foto: Domingos Ketelbey)

    O filho João Antônio Pereira Rocha, inclusive, já chegou a acompanhar o pai no Eixão. “Eu vestia ele de duende e ele ficava todo animado. Era a alegria dele e dos usuários”, rememora.

    A lenda natalina em torno do Papai Noel pode até ser uma bonita fantasia. Mas o “Papai Noel do Eixão” é uma realidade. José Antônio conta que já chegou a distribuir 50 kg de guloseimas para as crianças em outros anos e já está na expectativa do próximo Natal. “Se Deus quiser, eu vou ter bastante saúde para ano que vem fazer o mesmo serviço. Natal sem o Papai Noel do Eixão não tem graça nenhuma!”, brinca.

    José Pereira distribuiu 30kgs ao longo de três dias vestido de Papai Noel, este ano.
    José Pereira distribuiu 30kgs ao longo de três dias vestido de Papai Noel, este ano.
  • RedeMob Consórcio entrega doações para Projeto Esperança, em Aparecida de Goiânia

    24/12/2019 Categoria: Cultura em Movimento

    Ação faz parte do Pilar Condutores do Bem, que estimula profissionais do Consórcio ao voluntariado

    O RedeMob Consórcio mobilizou seus mais de 700 profissionais de todas as áreas e arrecadou 300 quilos de alimentos, 100 brinquedos, 730 itens de materiais escolares e 78 produtos de higiene e limpeza em campanha de arrecadação do Pilar Condutores do Bem.

    A entrega das doações ocorreu no dia 21 de dezembro e contou com a presença dos seguintes profissionais do RedeMob Consórcio: o Diretor Excutivo Leomar Avelino, a coordenadora de desenvolvimento organizacional Bartíria Rocha, a coordenadora de gestão de documental Solange Miranda, o gerente do sistema de tarifas Euzébio Ribeiro e a gerente de infraestrutura Juliana Galvão.

    Os materiais arrecadados foram doados para a Igreja Assembleia de Deus Esperança, no Conjunto Estrela do Sul, em Aparecida de Goiânia. A instituição é responsável pelo Projeto Esperança, que ministra aulas de xadrez, balé, inglês e reforço escolar para crianças e adolescentes da região e distribui cestas básicas a famílias carentes de bairros vizinhos.

    Além das doações, o RedeMob contribuiu com a pintura das salas utilizadas pelo Projeto Esperança e doou espelho, equipamento de som e barra de aço para a sala de balé, que foi batizada como Sala Condutores do Bem.

  • Torneio Goiás Wheelchair Tennis 2019 celebra inclusão no esporte em Aparecida

    11/12/2019 Categoria: Cultura em Movimento

    Competição será realizada no CEL da OAB, próximo ao Terminal Araguaia, e terá 60 participantes de 10 países

    O Torneio Goiás Wheelchair Tennis 2019 traz inclusão para o esporte goiano entre os dias 12 a 15 de dezembro, no CEL da OAB, em Aparecida de Goiânia. A competição de tênis em cadeira de rodas faz parte do Circuito Internacional de Tênis (ITF), que possui mais de 160 torneios anuais em mais de 40 países. São 60 atletas participantes, do Brasil e de países como Estados Unidos, Croácia, Israel, França, Argentina, Chile, Equador, Peru e Colômbia.

    O evento se enquadra na categoria “Future” e vale pontos para o ranking internacional, oferecendo uma premiação de US$ 3 mil, dividida nas categorias Masculina, Feminina e Quad. A um ano dos Jogos Paralímpicos de Tóquio, a organização do torneio espera chaves cheias e muito engajamento dos atletas participantes.

    Esta é a primeira vez que o torneio será realizado em Aparecida. A edição do ano passado foi realizada no Clube de Engenharia, em Goiânia. Em 2019, a organização pretende envolver os estudantes das escolas municipais, os praticantes de tênis e os associados do CEL da OAB, para apresentar a modalidade paralímpica e a alta qualidade técnica dos jogadores que estarão na competição.

    O CEL da OAB fica no Jardim Rio Grande, em Aparecida, e está próximo ao Terminal Araguaia. As linhas passantes na Avenida Furnas, como 563,970, 971 e 975, também podem atender os clientes que desejam acompanhar o evento. Saiba mais sobre a competição e a programação dos jogos no Instagram oficial do Torneio Goiás Wheelchair Tennis 2019.

  • O Popular destaca ação da CMTC para atrair turistas em ônibus de Goiânia

    03/12/2019 Categoria: Cultura em Movimento

    Em parceria com ABIH-Goiás, companhia vai incentivar o uso do transporte coletivo entre visitantes da capital, com mapa e informações sobre o sistema

    por Vandré Abreu
    Publicado no jornal O Popular em 03/12/2019

    Comum em diversas cidades de todo o mundo, só a partir de agora Goiânia terá um folheto com informações básicas a respeito do transporte coletivo da região metropolitana, indicando os principais locais do chamado Centro Expandido e as linhas que passam pelos eixos. Segundo a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), estas informações estão bem distribuídas pela internet e pelo aplicativo SIMRmtc, mas que faltava ao usuário um modo de ter alguns aspectos de modo rápido e fácil, especialmente para quem está na cidade como visitante e não conhece o sistema metropolitano.

    Presidente da CMTC, Benjamin Kennedy Machado revela que a ideia surgiu da última vez que esteve em São Paulo e foi atrás de um folheto para saber como estava o funcionamento do transporte público na capital paulista. “Aqui em Goiânia eu ando de transporte coletivo e quando viajo também faço isso e então sempre procuro esses folhetos com os mapas e as informações para saber como me locomover. Não tínhamos isso em Goiânia e queremos auxiliar quem vem para cá e não conhece a cidade direito”, diz.

    A princípio, o folheto a ser oferecido a partir desta terça-feira (3) será focado em pontos turísticos e de interesse ao turista que vem à capital para negócios e compras. Com isso, a CMTC fez parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Goiás (ABIH), que desenvolveu projeto centralizado em locais de maior interesse. Em outras cidades, é oferecido um mapa de toda a extensão do município, informação sobre as linhas de transporte e os diferentes modais, além de método de pagamento, terminais e textos sobre os locais mais emblemáticos.

    O folheto da CMTC com a ABIH tem a marcação de 20 pontos específicos, todos nas regiões Central e Sul, abrangendo bairros como Aeroporto, Centro, Leste Universitário, Oeste, Sul, Bueno, Marista, Pedro Ludovico e Jardim Goiás. Para o turismo de compras, por exemplo, foi contemplado o Polo da Moda da Rua 44 e os shoppings Flamboyant e Passeio das Águas, ficando de fora, neste primeiro projeto, os demais shoppings e regiões como a Avenida 24 de Outubro, em Campinas.

    Há também a indicação de alguns hospitais, levando em consideração a força econômica da cidade na vinda de pessoas para tratamentos de saúde, e também de estádios de futebol, como o Serra Dourada, Olímpico e Hailé Pinheiro (Serrinha). Além disso, o folheto indica pontos turísticos municipais, como Mutirama, Zoológico e parques, e o Centro de Convenções. “Vamos divulgar nos hotéis e na rodoviária, informar sobre os deslocamentos e como pode ser feito o pagamento, ter o Cartão Fácil.”

    Ele lembra que o sistema metropolitano permite que os motoristas recebam o pagamento em dinheiro dos passageiros, mesmo sem possuir os cartões próprios do sistema. “Nos terminais pode ser pago com cartões de crédito ou débito. Isso vai ser assim até julho do ano que vem, quando vamos implementar o novo sistema em que o pagamento com cartões vai poder ocorrer mesmo dentro dos ônibus.” Presidente da ABIH, Vanessa Pires Morales reforça que o projeto é pensado nos turistas que chegam de ônibus ou avião e para ilustrar os espaços que mais interessam aos visitantes.

    “Vamos divulgar em 36 hotéis associados da ABIH e escolhemos aqueles que têm o perfil de receber eventos e congressos. A gente vai testar, mas o sucesso depende também o engajamento dos hotéis e dos funcionários. Muitas vezes os folhetos ficam nas recepções e não há o interesse em mostrar para os turistas, vai depender disso.” Ele conta que o setor tem investido na preparação dos trabalhadores para que se tenha o incentivo aos turistas. O projeto Conheça Goiânia, por exemplo, é feito para que os recepcionistas dos hotéis tenham informações sobre pontos de interesse na cidade para que os mesmos sejam indicados para os hóspedes.

    Setor aposta nos modos alternativos

    A presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Goiás (ABIH), Vanessa Pires Morales, acredita que o sistema de transporte por demanda em Goiânia, que é um serviço complementar da Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC), o CityBus 2.0 deve ser o mais utilizado pelos turistas na capital. “Achei bacana porque usa o aplicativo e muitas pessoas chegam em grupos para fazer compras na Rua 44 ou para participar de congressos ou eventos”, explica.

    Vanessa conta que, atualmente, o custo do transporte é relevante na elaboração de um evento e, com a divulgação do serviço de transporte coletivo, será possível até mesmo competir com outras cidades para atrair novos acontecimentos em Goiânia. “Os grupos alugam uma van aqui e o custo disso varia entre 600 e 800 reais hoje em dia. Se forem usar o transporte por demanda, que teria o mesmo conforto que as vans alugadas, com ar-condicionado, vai ficar muito mais barato. Podemos convencer a fazer mais eventos aqui com isso, já que o custo seria menor.”

    De acordo com o argumento da presidente, o transporte público tradicional na capital já possui seu público definido, que são os moradores, então pode ser que não aumente a demanda por ele. O folheto a ser divulgado a partir desta terça-feira já contém as informações sobre como utilizar o serviço complementar, além do tradicional. Além disso, há informações sobre o sistema de bicicletas compartilhadas na cidade, mas não sobre a locação de patinetes elétricos.

  • Jardins ecológicos com materiais recicláveis embelezam terminais da RMTC

    15/10/2019 Categoria: Cultura em Movimento

    Nada melhor do que flores para alegrar o nosso dia! Essa é a proposta dos jardins ecológicos que o RedeMob Consórcio está trazendo para alguns terminais da Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC). Os terminais Garavelo, Cruzeiro e Isidória ganharam canteiros sustentáveis, que utilizam materiais reaproveitados e recicláveis. Confira as fotos (clique para ampliar)!

    No caso do Garavelo, em Aparecida, foram utilizados pneus antigos de ônibus doados pelas empresas do transporte coletivo, além de pneus encontrados na rua e descartados de forma inadequada pelas pessoas.

    No Terminal Cruzeiro, também em Aparecida, pallets de madeira descartados de forma inadequada na rua foram coletados pelos profissionais do RedeMob e transformados em suporte para vasos de plantas.

    No Terminal Isidória Provisório, os profissionais do RedeMob aproveitaram uma das grades para criar um espaço dedicado às plantas, com diversos vasinhos de diferentes espécies.

    A manutenção dos jardins ecológicos segue práticas sustentáveis, com foco no reaproveitamento de água. Os jardins foram feitos a custos praticamente inexistentes. Além dos materiais reciclados utilizados nas instalações, as plantas e mudas foram recebidas por meio de doações.

Categorias

Posts recentes

Tags