• Torneio Goiás Wheelchair Tennis 2019 celebra inclusão no esporte em Aparecida

    11/12/2019 Categoria: Cultura em Movimento

    Competição será realizada no CEL da OAB, próximo ao Terminal Araguaia, e terá 60 participantes de 10 países

    O Torneio Goiás Wheelchair Tennis 2019 traz inclusão para o esporte goiano entre os dias 12 a 15 de dezembro, no CEL da OAB, em Aparecida de Goiânia. A competição de tênis em cadeira de rodas faz parte do Circuito Internacional de Tênis (ITF), que possui mais de 160 torneios anuais em mais de 40 países. São 60 atletas participantes, do Brasil e de países como Estados Unidos, Croácia, Israel, França, Argentina, Chile, Equador, Peru e Colômbia.

    O evento se enquadra na categoria “Future” e vale pontos para o ranking internacional, oferecendo uma premiação de US$ 3 mil, dividida nas categorias Masculina, Feminina e Quad. A um ano dos Jogos Paralímpicos de Tóquio, a organização do torneio espera chaves cheias e muito engajamento dos atletas participantes.

    Esta é a primeira vez que o torneio será realizado em Aparecida. A edição do ano passado foi realizada no Clube de Engenharia, em Goiânia. Em 2019, a organização pretende envolver os estudantes das escolas municipais, os praticantes de tênis e os associados do CEL da OAB, para apresentar a modalidade paralímpica e a alta qualidade técnica dos jogadores que estarão na competição.

    O CEL da OAB fica no Jardim Rio Grande, em Aparecida, e está próximo ao Terminal Araguaia. As linhas passantes na Avenida Furnas, como 563,970, 971 e 975, também podem atender os clientes que desejam acompanhar o evento. Saiba mais sobre a competição e a programação dos jogos no Instagram oficial do Torneio Goiás Wheelchair Tennis 2019.

  • O Popular destaca ação da CMTC para atrair turistas em ônibus de Goiânia

    03/12/2019 Categoria: Cultura em Movimento

    Em parceria com ABIH-Goiás, companhia vai incentivar o uso do transporte coletivo entre visitantes da capital, com mapa e informações sobre o sistema

    por Vandré Abreu
    Publicado no jornal O Popular em 03/12/2019

    Comum em diversas cidades de todo o mundo, só a partir de agora Goiânia terá um folheto com informações básicas a respeito do transporte coletivo da região metropolitana, indicando os principais locais do chamado Centro Expandido e as linhas que passam pelos eixos. Segundo a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), estas informações estão bem distribuídas pela internet e pelo aplicativo SIMRmtc, mas que faltava ao usuário um modo de ter alguns aspectos de modo rápido e fácil, especialmente para quem está na cidade como visitante e não conhece o sistema metropolitano.

    Presidente da CMTC, Benjamin Kennedy Machado revela que a ideia surgiu da última vez que esteve em São Paulo e foi atrás de um folheto para saber como estava o funcionamento do transporte público na capital paulista. “Aqui em Goiânia eu ando de transporte coletivo e quando viajo também faço isso e então sempre procuro esses folhetos com os mapas e as informações para saber como me locomover. Não tínhamos isso em Goiânia e queremos auxiliar quem vem para cá e não conhece a cidade direito”, diz.

    A princípio, o folheto a ser oferecido a partir desta terça-feira (3) será focado em pontos turísticos e de interesse ao turista que vem à capital para negócios e compras. Com isso, a CMTC fez parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Goiás (ABIH), que desenvolveu projeto centralizado em locais de maior interesse. Em outras cidades, é oferecido um mapa de toda a extensão do município, informação sobre as linhas de transporte e os diferentes modais, além de método de pagamento, terminais e textos sobre os locais mais emblemáticos.

    O folheto da CMTC com a ABIH tem a marcação de 20 pontos específicos, todos nas regiões Central e Sul, abrangendo bairros como Aeroporto, Centro, Leste Universitário, Oeste, Sul, Bueno, Marista, Pedro Ludovico e Jardim Goiás. Para o turismo de compras, por exemplo, foi contemplado o Polo da Moda da Rua 44 e os shoppings Flamboyant e Passeio das Águas, ficando de fora, neste primeiro projeto, os demais shoppings e regiões como a Avenida 24 de Outubro, em Campinas.

    Há também a indicação de alguns hospitais, levando em consideração a força econômica da cidade na vinda de pessoas para tratamentos de saúde, e também de estádios de futebol, como o Serra Dourada, Olímpico e Hailé Pinheiro (Serrinha). Além disso, o folheto indica pontos turísticos municipais, como Mutirama, Zoológico e parques, e o Centro de Convenções. “Vamos divulgar nos hotéis e na rodoviária, informar sobre os deslocamentos e como pode ser feito o pagamento, ter o Cartão Fácil.”

    Ele lembra que o sistema metropolitano permite que os motoristas recebam o pagamento em dinheiro dos passageiros, mesmo sem possuir os cartões próprios do sistema. “Nos terminais pode ser pago com cartões de crédito ou débito. Isso vai ser assim até julho do ano que vem, quando vamos implementar o novo sistema em que o pagamento com cartões vai poder ocorrer mesmo dentro dos ônibus.” Presidente da ABIH, Vanessa Pires Morales reforça que o projeto é pensado nos turistas que chegam de ônibus ou avião e para ilustrar os espaços que mais interessam aos visitantes.

    “Vamos divulgar em 36 hotéis associados da ABIH e escolhemos aqueles que têm o perfil de receber eventos e congressos. A gente vai testar, mas o sucesso depende também o engajamento dos hotéis e dos funcionários. Muitas vezes os folhetos ficam nas recepções e não há o interesse em mostrar para os turistas, vai depender disso.” Ele conta que o setor tem investido na preparação dos trabalhadores para que se tenha o incentivo aos turistas. O projeto Conheça Goiânia, por exemplo, é feito para que os recepcionistas dos hotéis tenham informações sobre pontos de interesse na cidade para que os mesmos sejam indicados para os hóspedes.

    Setor aposta nos modos alternativos

    A presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Goiás (ABIH), Vanessa Pires Morales, acredita que o sistema de transporte por demanda em Goiânia, que é um serviço complementar da Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC), o CityBus 2.0 deve ser o mais utilizado pelos turistas na capital. “Achei bacana porque usa o aplicativo e muitas pessoas chegam em grupos para fazer compras na Rua 44 ou para participar de congressos ou eventos”, explica.

    Vanessa conta que, atualmente, o custo do transporte é relevante na elaboração de um evento e, com a divulgação do serviço de transporte coletivo, será possível até mesmo competir com outras cidades para atrair novos acontecimentos em Goiânia. “Os grupos alugam uma van aqui e o custo disso varia entre 600 e 800 reais hoje em dia. Se forem usar o transporte por demanda, que teria o mesmo conforto que as vans alugadas, com ar-condicionado, vai ficar muito mais barato. Podemos convencer a fazer mais eventos aqui com isso, já que o custo seria menor.”

    De acordo com o argumento da presidente, o transporte público tradicional na capital já possui seu público definido, que são os moradores, então pode ser que não aumente a demanda por ele. O folheto a ser divulgado a partir desta terça-feira já contém as informações sobre como utilizar o serviço complementar, além do tradicional. Além disso, há informações sobre o sistema de bicicletas compartilhadas na cidade, mas não sobre a locação de patinetes elétricos.

  • Jardins ecológicos com materiais recicláveis embelezam terminais da RMTC

    15/10/2019 Categoria: Cultura em Movimento

    Nada melhor do que flores para alegrar o nosso dia! Essa é a proposta dos jardins ecológicos que o RedeMob Consórcio está trazendo para alguns terminais da Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC). Os terminais Garavelo, Cruzeiro e Isidória ganharam canteiros sustentáveis, que utilizam materiais reaproveitados e recicláveis. Confira as fotos (clique para ampliar)!

    No caso do Garavelo, em Aparecida, foram utilizados pneus antigos de ônibus doados pelas empresas do transporte coletivo, além de pneus encontrados na rua e descartados de forma inadequada pelas pessoas.

    No Terminal Cruzeiro, também em Aparecida, pallets de madeira descartados de forma inadequada na rua foram coletados pelos profissionais do RedeMob e transformados em suporte para vasos de plantas.

    No Terminal Isidória Provisório, os profissionais do RedeMob aproveitaram uma das grades para criar um espaço dedicado às plantas, com diversos vasinhos de diferentes espécies.

    A manutenção dos jardins ecológicos segue práticas sustentáveis, com foco no reaproveitamento de água. Os jardins foram feitos a custos praticamente inexistentes. Além dos materiais reciclados utilizados nas instalações, as plantas e mudas foram recebidas por meio de doações.

  • Faculdade de Odontologia da UFG recebe Ação Comunitária de Prevenção Contra o Câncer de Boca

    15/10/2019 Categoria: Cultura em Movimento

    A saúde bucal e a prevenção de doenças são o foco da Ação Comunitária de Prevenção Contra o Câncer de Boca, que ocorre nesta quinta-feira (17/10), na Faculdade de Odontologia da UFG, no Setor Universitário. O evento faz parte da programação especial do aniversário de 75 anos do curso de Odontologia.

    Os pacientes atendidos realizarão exames na cabeça, pescoço e dentro da boca para identificação e diagnóstico de feridas, manchas e outras alterações existentes, com a possibilidade de encaminhamento para tratamento no Centro Goiano de Doenças da Boca (CGDB), da Faculdade de Odontologia. 

    O atendimento ao público será gratuito nos dois períodos: matutino e vespertino. No matutino, o atendimento será das 8h às 12h, e no vespertino, das 14h às 18h. O evento é uma realização da Liga de Estomatologia com apoio do Centro Goiano de Doenças da Boca (CGDB) e da Faculdade de Odontologia.

    Para obter mais informações sobre a Ação Comunitária de Prevenção Contra o Câncer de Boca, ligue no telefone da Faculdade de Odontologia (62) 3209-6325. O Setor Leste Universitário conta com uma estação próxima do Eixo Anhanguera, o Terminal Bíblia e diversas linhas passantes. Baixe o app SiMRmtc e programe a sua visita ao evento!

  • Vou de ônibus – Rota Cultural acessível

    20/06/2018 Categoria: Cultura em Movimento

    Nem todos sabem, mas Goiânia possui uma variedade de espaços culturais que oferecem programação acessível para o público geral. Separamos uma lista com locais que frequentemente recebem apresentações musicais, teatrais, dentre outras manifestações artísticas. E o melhor: com preços populares ou até mesmo entrada gratuita. Confira abaixo quais são eles e as linhas de ônibus que mais se aproximam de cada um.

     

    Foto: Reprodução/Facebook/Cine Cultura

    Cine Cultura

    Considerado cinema público referência em Goiás, o Cine Cultura foi inaugurado em 1989 e se firmou como principal espaço de exibição de filmes não-comerciais, com programação que privilegia filmes raros.

     

    Programação: https://cineculturagoias.wordpress.com/category/programacao/

    Principais linhas: 002, 003, 004, 006, 007, 008, 013, 017, 018, 019, 023, 027, 029, 035, 042, 164, 166, 167, 168, 169, 170, 175, 180, 187, 193, 225, 253, 257, 258, 261, 262, 268, 269, 270, 280, 300, 400, 401, 406, 600, 601, 602, 603, 905, 906, 907, 908, 909, 913, 914, 917

     

    Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

    Teatro Goiânia

    Inaugurado em 1942, o Teatro Goiânia é o mais tradicional espaço cultural de Goiânia e integra o conjunto arquitetônico do início da capital (art déco). Tem agenda de concertos, musicais e peças diversas.

     

    Programação: https://www.facebook.com/teatrogoiania/

    Principais linhas: 004, 008, 017, 018, 035, 042, 052, 164, 166, 167, 170, 175, 180, 193, 225, 253, 257, 258, 261, 262, 268, 269, 270, 280, 300, 406, 600, 601, 602, 603, 605, 606, 611, 917

     

    Foto: www.bilenge.com.br

    Teatro SESI

    A agenda do Teatro SESI abrange quase todos os tipos de expressões artísticas e culturais como exposições, espetáculos de dança e teatro, concertos de orquestra e outras apresentações.

    Programação: http://www.teatrosesi.com.br/teatrosesi/site/AgendaAgenda.do?vo.tipo.codigo=1

    Principais linhas: 225, 262, 263, 264, 280, 302, 581

     

    Foto: Layza Vasconcelos

    Teatro Sesc Centro

    O Teatro Sesc Centro é um espaço com programação cultural intensa. Oferece espetáculos de teatro, dança, circo ou coro cênico, além de diversos shows com vozes de todo o Estado para todos os estilos.

    Programação: http://www.sescgo.com.br/agenda

     

    Principais linhas: 004, 008, 017, 018, 035, 042, 052, 164, 166, 167, 170, 175, 180, 193, 225, 253, 257, 258, 261, 262, 268, 269, 270, 280, 300, 406, 600, 601, 602, 603, 606, 611, 917

     

    Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

    Teatro Escola Basileu França

    O Instituto Tecnológico de Goiás Basileu França é uma instituição de ensino que, além de promover cursos de formação em dança, música, artes visuais, teatro e circo, oferece diversas apresentações artísticas para o público, além de mostras e exposições.

     

    Programação: https://www.facebook.com/basileufrancaartes/

    Principais linhas: 019, 020, 021, 024, 027, 028, 164, 167, 266, 283, 300, 401, 580, 582, 606, 739

     

    Foto: www.site.seduce.go.gov.br

    Vila Cultural Cora Coralina

    A Vila Cultural Cora Coralina também se denomina como uma área de convivência e funciona ao lado do Teatro Goiânia. Eventos diários compõem a programação da unidade, como exposições de arte e fotografias, workshop, exibição de vídeo, oficinas, mostras de filmes promovidas por cineclubes, lançamentos de livros, palestras, feiras de artesanato e economia criativa, fórum e festivais.

     

    Programação: https://www.facebook.com/vilaculturalcoracoralina

    Principais linhas: 004, 008, 017, 018, 035, 042, 052, 164, 166, 167, 170, 175, 180, 193, 225, 253, 257, 258, 261, 262, 268, 269, 270, 280, 300, 406, 600, 601, 602, 603, 605, 606, 611, 917

Categorias

Posts recentes

Tags