• Mudanças em linhas da RMTC deixam viagens mais rápidas

    03/10/2019 Categoria: Mudanças nas linhas,Novidades da Rede

    A Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC) promoveu mudanças em 11 linhas da Região Metropolitana de Goiânia desde o dia 02/10/2019. As alterações de itinerários e trajetos foram executadas a partir de sugestões dos próprios motoristas do transporte público coletivo, por meio do programa Tô Contigo, desenvolvido pelo RedeMob Consórcio.

    Os motoristas fizeram apontamentos e sugestões a partir da experiência adquirida diariamente com as linhas. As mudanças têm o objetivo de dinamizar o percurso, evitar rotas muito congestionadas e, com isso, reduzir o tempo de deslocamento. Desta forma, os passageiros vão ser beneficiados com viagens mais rápidas e seguras.

    Confira as mudanças a seguir:

    081 – T. Senador Canedo / São Francisco / Caldazinha

    Em Caldazinha, sentido T. Senador Canedo, a linha 081 passa a atender a Rua JP-3, no Jd. Primavera. O ponto de embarque e desembarque que havia na Rua JP-2 foi transferido.

    210 – T. Vila Brasília / Vila Maria

    O trajeto da linha foi alterado no sentido terminal/bairro e agora passa pela Rua Manguapé. Dois novos pontos de embarque e desembarque foram criados, e os pontos da Rua Araruama, no antigo trajeto, desativados. O sentido bairro/terminal não sofre alterações.

    312 – T. Vila Brasília / Res. Cândido Queiroz

    Assim como a linha 210, a linha 312 também teve seu trajeto alterado no sentido terminal/bairro e passa a trafegar pela Rua Manguapé. O sentido bairro/terminal não sofre alterações.

    506 – Terminal Araguaia / Cepaigo

    O trajeto da linha 506 passa a incluir a Rua dos Pássaros, Avenida Nossa Senhora Aparecida e entrar na pista auxiliar da BR-153 até a Rua São Domingos, Rua São Bernardo e Avenida B, antes de chegar ao Terminal Araguaia. Sete novos pontos foram criados.

    717 – T. Pe. Pelágio / Jardim Vitória – Via Novo Planalto

    Com operação em forma circular, a linha 717 deixa de trafegar no sentido horário e passa a operar no sentido anti-horário, no trajeto definido para as ruas SC-35, 46, 27,50, 29, 57, Rua A2, SC 35 e Avenida do Comércio. Na Rua SC-35, três pontos foram desativados e outros quatro criados. Na SC-29, um ponto foi desativado e outro criado. Já na CS- 57, três pontos foram desativados e dois criados.

    011 – Terminal Praça A / Av. T-10

    O trajeto da 011 que vai até o Goiânia Shopping teve sua numeração alterada e passa a se chamar 911 – Terminal Praça A / Avenida T-10. O trajeto não foi alterado.

    970 – T. Araguaia / Santa Luzia / Via Pq. Industrial

    Por causa de dificuldades em se fazer a conversão na Avenida Santana com a Rua da Alegria, na Vila Souza, o embarque e desembarque passa a ser feito em novo ponto de embarque localizado na Rua São José, esquina com a Rua Consolação.

    582 – T. Bíblia / Bela Vista / Roselândia / Maria Nadir

    A linha 582 teve extensão e alteração de rota para atender o Residencial Vitória, em Bela Vista de Goiás.

    504 – Terminal Vila Brasília / Parque Real / Jardim dos Buritis

    A saída da linha 504 continua pela Avenida São Paulo, mudando o sentido para Goiânia, entrando na Rua Barão de Itapetininga, Rua Conde de Monte Cristo voltando o itinerário pela Rua Luiz XV.

    523 – Terminal Cruzeiro / Cidade Satélite São Luiz / Papillon Parque

    A linha deixa de atender parte da Avenida Pedro Ribeiro e agora passará pela Rua Paranaíba e Rua Monteiro Lobato.

    183 – Terminal Isidória / Vila Sul

    Os ônibus vão contornar o Terminal Isidória, passando pela Avenida 3ª Radial e Rua 1047 antes de voltar à Avenida Antônio Borges. Um novo ponto de embarque foi criado.

  • Opinião: O lento assassinato do transporte público

    03/10/2019 Categoria: Artigos,Mobilidade Urbana,Tarifa,Trânsito e Transporte

    Cileide Alves

    Artigo originalmente publicado em 28/09/2019 no jornal O Popular

    Há dez anos o sistema de transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia (RMG) tinha 685 mil usuários por dia. Neste 2019 tem só 460 mil passageiros, queda de 33% na década. No mesmo período a população cresceu. Só a de Goiânia aumentou em 18%. Saltou de 1,281 milhão para 1,516 milhão. Já a frota de carros na capital, para continuar no maior dos municípios da RMG, aumentou em 43,27% e a de motos, 54,59%, revelou reportagem deste jornal no domingo (21).

    A migração do transporte público para o individual não ocorreu por acaso. É decorrência de algumas políticas públicas e da omissão de gestores na gestão do transporte. A frota particular cresceu estimulada por facilidades de financiamento e redução de tributos, como o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), que vigorou até 2013.

    Paralelamente, ocorreu na Região Metropolitana de Goiânia uma irresponsável omissão do poder público diante da complexa questão da mobilidade urbana. A última intervenção no sistema foi em 2008 com a licitação das linhas de ônibus e a renovação da frota. Portanto, o transporte individual avançou também no cenário de deterioração do sistema de transporte. Junto com os veículos, crescem o tempo gasto no trânsito, a poluição e o número de acidentes.

    Atualmente há dois movimentos de reforço do transporte coletivo. A construção do BRT (Bus Rapid Transit), que terá aproximadamente 22 quilômetros de extensão e ligará as regiões norte e sul, entre Goiânia e Aparecida. Começou em marcha lenta na época do prefeito Paulo Garcia e quase foi abandonado por Iris Rezende. Foi com uma certa má vontade que o prefeito concordou em tocar o projeto adiante.

    A segunda iniciativa responde pelo nome de desoneração da tarifa de ônibus. Ela prevê a criação de um fundo de transporte para subsidiar a tarifa e para investir na melhoria do sistema (vias, terminais, pontos de ônibus). Para dar conta desse desafio, a receita do fundo teria de ser de R$ 260 milhões por ano.

    De onde viria esse recurso se os orçamentos públicos (do governo estadual e das prefeituras) estão no osso? Do transporte individual, ou seja, de uma taxa de cerca de 70 reais a ser cobrada na licença anual de veículos e de outras taxas, como publicidade em pontos de ônibus e de parquímetros.

    Proposto pela Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC), o projeto recebeu apoio dos prefeitos de Goiânia, de Trindade (Jânio Darrot), de Aparecida (Gustavo Mendanha) e de Senador Canedo (Divino Lemos), os maiores da região. Mas sofre oposição direta de deputados estaduais dependentes do discurso populista que atrai likes fáceis nas redes sociais.

    O projeto enfrenta também uma certa indefinição do governador Ronaldo Caiado (aliás a indecisão parece ser uma marca de seu governo). Caiado deu aval ao projeto de lei para desoneração da tarifa, em reunião com Iris em 13 de agosto. Só que na semana passada a Procuradoria-Geral do Estado deu sinal vermelho à proposta, alegando inconstitucionalidade.

    Depois disso o governo fechou-se em silêncio. Os prefeitos não reagiram e deputados contrários ao projeto comemoraram o aparente recuo. Fizeram discurso para suas redes sociais, mas ao serem confrontados sobre a fonte de receita para investir no transporte apontam o combalido orçamento público ou recursos acessórios, como a publicidade. Em tempo: a receita de São Paulo com essa propaganda é de apenas R$ 38 milhões ao ano. A RMG precisa de R$ 260 milhões de receitas extra tarifárias.

    O futuro é previsível. Em dezembro as concessionárias de ônibus vão solicitar o reajuste anual da tarifa, garantido em contrato, os mesmos políticos que se opõem à desoneração vão fazer discurso contra as empresas, vão ganhar likes em suas redes, o reajuste vai ser aprovado em maio e a qualidade do serviço continuará sofrível. É ou não um lento assassinato do sistema de transporte público?

    Sem uma solução imediata para a mobilidade urbana, Goiânia tende a parar no trânsito.

  • Linhas do Terminal Isidória Provisório

    19/09/2019 Categoria: Esclarecimentos

    Devido às obras do BRT na região sul de Goiânia, a partir do dia 22 de setembro, domingo, o Terminal Isidória que fica localizado no Setor Pedro Ludovico será transferido provisoriamente para a Alameda João Elias da Silva Caldas, próxima à Av. 3ª Radial, a aproximadamente 300 metros de distância do terminal que entrará em obras.

    As linhas que passam pelo Terminal Isidória terão seus trajetos ajustados de modo a se adequarem não só às obras do BRT e à reforma do terminal, mas também aos desvios das obras dos viadutos da Av. Jamel Cecílio e da Av. 136:

    Linha 002- Pq. Atheneu/ T. Isidória/ Rodoviária e modos operacionais (reforço)

    Em seu caminho regular, a linha no sentido Terminal Isidória, passa pela Av. 3ª Radial, segue para a Av. 1ª Radial, Rua 90, em seguida indo pela Rua 115, Rua 88, passando pela Praça do Cruzeiro, até chegar na Praça Cívica para seguir até a Rodoviária.

    Agora, a linha seguirá pela 3ª Radial, acessando o Terminal pela Alameda João Elias, saindo pela Rua Antônio Borges, seguindo pela Avenida 4ª Radial, 1ª Radial, retornando ao seu trajeto normal a partir da Rua 90.

    Dentro do terminal, as áreas de embarque e desembarque das linhas 002 são, 30086 – sentido Pq. Atheneu (9º totem) e 30092 – sentido centro. (3º totem)

    Linha 006- T. Veiga Jd / Centro/ Eixo 90 e modos operacionais (reforço)

    A linha do Terminal Veiga sentido Eixo 90, passa pela Av. 4ª Radial e segue pela Av. 1ª Radial.

    Agora, com a mudança, a linha continuará passando pela Av. 4ª Radial, entrando à direita no semáforo da Av. Antônio Borges, em seguida pela Al. João Elias da Silva Caldas, acessando o terminal. Saindo do terminal pela Av. Antônio Borges, seguindo pela Av. 4ª Radial, retornando ao seu trajeto normal a partir da Rua 90.

    Dentro do terminal, os pontos de embarque e desembarque são o 30089 – sentido T. Cruzeiro (6º totem) e o 30092 – sentido centro (3º totem).

    Linha 007- T. Vila Brasília/ Centro / Rodoviária e modo operacionais (reforço)

    A linha 007 continuará passando pela Av. 4ª Radial, entrando à direita no semáforo da Av. Antônio Borges, em seguida pela Al. João Elias da Silva Caldas, acessando o terminal. Saindo do terminal pela Av. Antônio Borges, seguindo pela Av. 4ª Radial, 1ª Radial, retornando ao seu trajeto normal a partir da Rua 90.

     No terminal, os pontos de embarque e desembarque ficam localizados nos números 30092 – sentido centro (3º totem) e 30087 – sentido Vila Brasília (8º totem).

    Linha 009- 1 – T. Pe. Pelágio / Av. Castelo Branco / T. Isidória

    O acesso da linha 009 hoje ao terminal é feito pela Av. 4ª Radial vindo da Av. Circular. Agora, a linha irá continuar pela Av. Circular até a Av. 3ª Radial, para em seguida chegar ao terminal pela Al. João Elias da Silva Caldas e retornado pelo mesmo trajeto.

    No terminal a área de embarque e desembarque da linha é o 30093 – sentido Campinas (2º totem).

    Linha 015– T. Praça A / Flamboyant / Via T.Isidória

    No seu percurso regular a linha que antes chegava no terminal pela Av. 4ª Radial e seguia pela Av. 2ª Radial. Agora, para chegar ao terminal a linha passa pela Av. Circular, descendo pela Av. 3ª Radial, para em seguida chegar ao terminal pela Al. João Elias da Silva Caldas.

    Para retornar ao seu percurso sentido Flamboyant a linha sairá do terminal pela Al. João Elias da Silva, Av. 3ª Radial e seguirá pela Rua 1015, até a Av. 2ª Radial, para pegar seu trajeto normal.

    No caminho de volta (sentido Praça A), a linha seguirá pela Av. 2ª Radial, Av. Botafogo, Rua 1022, Rua 1015 até Av. 3ª Radial para ter acesso ao terminal pela Al. João Elias da Silva Caldas.

    Linha 020- T. Garavelo / T. Bíblia – via T. Isidória

    A linha 020 sentido Terminal Bíblia, continuará passando pela Av. 4ª Radial, entrando à direita no semáforo da Av. Antônio Borges, em seguida pela Al. João Elias da Silva Caldas, acessando o terminal. Saindo do terminal pela Al. João Elias da Silva, Av. 3ª Radial e Rua 1015 seguindo seu trajeto normal.

    Linha 025-  – T. Bandeiras / Av. T-63 / T. Isidória

    O acesso da linha 025 hoje ao terminal é feito pela Av. 4ª Radial vindo da Av. Circular. Agora, a linha irá continuar pela Av. Circular até a Av. 3ª Radial, para em seguida chegar ao terminal pela Al. João Elias da Silva Caldas e retornado pelo mesmo trajeto.

    No terminal a área de embarque e desembarque da linha é o 30088 – sentido Campinas (7º totem).

    Algumas linhas terão alteração apenas na chegada e saída do novo Terminal Isidória, o restante do trajeto não haverá mudanças, as linhas são:

    –  185- T. Isidória / Av. E/ PUC

     – 203 – T. Isidória / Av. W-5/ Santa Luzia,

     – 203- 1 – T. Isidória / Av. W-1/ Santa Luzia (reforço nos horários de pico)

     – 565- T. Isidória/ Jd. dos Buritis / CJ Mabel,

     – 568 – T. Isidória / Res. Pq. Flamboyant/ Jd. Bela Vista, 

     – 616- Direto / T. Veiga Jd/ T. Isidória/ via T. Cruzeiro,

     – 650- Circular Sul/ via BR-153,

     – 651– Circular Sul/ Via Veiga Jardim

    –  198– T. Isidória / Vl. Alto da Glória / Jd. Vitória

     –  934– T. Isidória / Paço Municipal / T. Novo Mundo / R. Minas Gerais

    –  183- T. Isidória/ Vila Sul

    –  612-0 Direto / T. Garavelo / T. Bíblia

  • Terminal Isidória será transferido temporariamente

    18/09/2019 Categoria: Esclarecimentos

    O Terminal Isidória, situado no setor Pedro Ludovico em Goiânia, é hoje um dos principais pontos de integração da Rede Metropolitana de Transportes Coletivos, a RMTC, ligando a região sul da capital às demais regiões.

    Devido às obras do BRT na região, o terminal será transferido temporariamente para a Alameda João Elias da Silva Caldas, próxima a Av. 3ª Radial. Um novo e amplo terminal será construído com previsão de conclusão em cerca de um ano.

    O funcionamento do terminal provisório será a partir de domingo, 22 de setembro. A operação será a mesma do terminal atual, mesmas linhas, frequência e itinerários. No local provisório as bilheterias e máquinas de autoatendimento (ATM) ficarão localizadas à esquerda da entrada e as lanchonetes e banheiros à direita.

    A entrada dos ônibus no terminal será feita pela Rua 1045, paralela à Av. 3ª Radial. Os pontos de embarque e desembarque serão sinalizados por totens com o número do ponto e linhas.

    Entenda o local dos pontos de embarque e desembarque (PED) no terminal e onde ficará sua linha:

      1º totem: PED 30094– linha 015

      2º totem: PED: 30093– linhas 009 e 014

      3º totem: PED: 30092– linhas 002,006 e 007

      4º totem: PED: 30091– linhas 020,185 e 612

      5º totem: PED: 30090– linhas 015, 198 e 934

      6º totem: PED: 30089 – linhas 006, 020, 612 e 616

      7º totem: PED: 30088 – linhas 651 e 025

      8º totem: PED: 30087 – linhas 650, 183 e 007

      9º totem: PED: 30086– linhas 002 e 014

    10º totem: PED: 30085 –linhas 203, 565 e 568

  • Interdição na Av. Jamel Cecílio com Marginal Botafogo

    13/09/2019 Categoria: Esclarecimentos

    As obras para construção do viaduto da Marginal botafogo com a Av. Jamel Cecílio terão início neste sábado, dia 14 de setembro.

    A interdição das vias acontecerá no encontro da Alameda Leopoldo de Bulhões e Av. Jamel Cecílio com a Marginal Botafogo. As linhas que passam pelo local terão seu trajeto alterado durante o período de interdição. Entenda as alterações:

    Linha 020- T. Garavelo/ T. Bíblia

    A linha 020, no sentido T. Bíblia, sai do Terminal Isidória pela Rua 1015 até a Al. Leopoldo de Bulhões. Com o desvio seguirá até a Rua 90, passando pela Rua 115, e só aí retorna ao percurso regular. Dessa forma, ficam sem atendimento desta linha os pontos de embarque e desembarque: 2380, 2381, 2388.

    No trajeto de volta, sentido T. Isidória, a linha não sofrerá alteração de itinerário.

    Linha 026 – T. Bandeiras/ Flamboyant

    A linha 026, no sentido Flamboyant, seguia pela Av. Jamel Cecílio até o shopping. Agora irá realizar desvio pela Rua 115 até o Viaduto Mauro Borges, voltando daí à Av. Jamel Cecílio pela Avenida “E” do Jardim Goiás.

    Já no caminho de volta, sentido T. Bandeiras, a linha 026 sairá da Av. Jamel Cecílio pela Avenida “E”, seguindo pela Rua 88, passando pela Praça Cruzeiro, seguindo pela Rua 89 para em seguida voltar ao trajeto regular pela Av. 136.

    Os pontos 133, 132, 131,130,129,118,119,120 ficam sem atendimento da linha nesse período.

    Linha 612-  Direto / T. Garavelo / T. Bíblia

    No sentido T. Bíblia a linha 612 terá alteração em todo seu percurso. Agora, a 612 irá passar pela Av. 1ª radial e Rua 90 até a Rua 115, retornando daí ao seu trajeto normal. Já no sentido T. Garavelo, a linha não sofrerá alteração.

    Linha 185- T. Isidória / Av. E/ PUC

    A linha 185, no sentido PUC, sai do Terminal Isidória e seguia pela Rua 1015 até a Av. Leopoldo de Bulhões para daí seguir pela Av. Jamel Cecílio até a Av. “E” e dali para a Av. Fued José Sebba, na PUC. Com as obras, a 185 seguirá pela Rua 1015, passando pela Rua 1018 até a Rua 109, daí para a Av. “E” até a Av. Fued José Sebba na PUC.

    Na volta, a linha saía da Av. Fued José Sebba, passava pela Rua 72 e Rua 69, seguia pela Av. Jamel Cecílio até a Avenida “E”, retornando em frente ao Colégio Hugo de Carvalho Ramos, voltando pela Rua 109 até a Av. Recife, para então seguir pela Av. 2ª radial. Agora, com as alterações, a linha 185 ao sair da Rua 69, seguirá pela Av. “L”, ao lado do Flamboyant Shopping, passando pela Rua Florianópolis, até a Avenida Recife, retornando ao seu trajeto normal.

    Dessa forma, ficam sem atendimento temporário dessa linha os pontos: 2378, 2379, 2380, 2381, 120, 4754.

    Linha 023- T. Praça A/ Praça do Cruzeiro/ Flamboyant

    A linha 023, vindo pela Rua 88, sentido Flamboyant, irá seguir até a Avenida “E”, para em seguida retornar ao seu itinerário rotineiro na Av. Jamel Cecílio. No sentido T. Praça A, a linha irá fazer o mesmo itinerário da ida (Av. Jamel Cecílio, Av. E e Rua 88). Ficarão sem atendimento os pontos de embarque e desembarque, 119,120 e 129.

    Confira no mapa as mudanças:

Categorias

Posts recentes

Tags