• Empresários do transporte coletivo de São Paulo fazem visita técnica à RMTC

    19/05/2015 Categoria: CCO

    Compartilhar/Favoritos

     

    O Consórcio Rmtc recebeu nesta terça-feira, 19, uma comitiva com diretores e gerentes operacionais de sete empresas que gerenciam uma frota com mais de seis mil ônibus na capital paulista. A visita técnica foi organizada pelo Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo (SPUrbanuss) com o objetivo de conhecer o modelo de gestão operacional da Rede Metropolitana de Transportes Coletivos da Grande Goiânia (RMTC).

    O Assessor Operacional da SPUrbanuss, João Carlos Fernandes, explicou que a cidade de São Paulo está passando por mudanças no modelo de gestão do transporte público e as empresas estão se preparando para assumir algumas responsabilidades que antes eram do Poder Público, como a gestão dos terminais, do sistema de bilhetagem e de uma central de controle operacional integrada, semelhante ao modelo implantado em Goiânia desde 2009.

    “Estamos buscando exemplos e conhecimento nas cidades que possuem boas referências na gestão operacional do transporte por ônibus, como Goiânia, Curitiba, Rio de Janeiro, Recife, Belo Horizonte e Bogotá, na Colômbia”, afirmou João Carlos.

    Os visitantes passaram pela sede do Consórcio Rmtc, onde conheceram a Central de Controle Operacional (CCO) e a Central de Segurança de Transportes (CST). O grupo também esteve no Terminal Bandeiras, na região sudeste de Goiânia, para entender o modelo de gestão de terminais urbanos adotado pelo Consórcio e observar na prática o sistema de comunicação embarcada existente em todos os ônibus.

  • Comitiva do Rio Grande do Sul visita Goiânia para conhecer a RMTC

    29/04/2014 Categoria: CCO

    Gestor da Operação do Consórcio Rmtc apresenta a Central de Controle Operacional (CCO) aos visitantes

    Gestor da Operação do Consórcio Rmtc apresenta a Central de Controle Operacional (CCO)

    Na tarde da última segunda-feira, 28, o Consórcio Rmtc recebeu integrantes da Secretaria de Infraestrutura e Logística do Governo do Rio Grande do Sul para conhecer como funciona o planejamento e a operação do transporte público coletivo na Região Metropolitana de Goiânia. José Leandro Martins, assessor técnico do Departamento de Logística e Integração e representante da comitiva do RS, afirma que o objetivo é levantar dados sobre o sistema a fim de implantar serviço semelhante a partir da criação do Plano Diretor do Rio Grande do Sul.

    A visita abrangeu as principais áreas do Consórcio, como a Central de Controle Operacional (CCO) e a Central de Segurança de Transportes (CST), com acesso a informações sobre procedimentos ligados diretamente à gestão da operação, funcionamento e controle dos terminais e veículos, bem como do Serviço de Informação Metropolitano (SiM), considerado referência para outras capitais.

  • Consórcio Rmtc recebe comitiva de instituições do transporte público coletivo de Belo Horizonte

    07/11/2013 Categoria: CCO

    Na última quarta-feira, 06, o Consórcio Rmtc recebeu uma comitiva formada por representantes do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (SetraBH), do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano (Sintram) e  do Consórcio Operacional do Transporte Coletivo de Passageiros por Ônibus do Município de Belo Horizonte (Transfácil), com o propósito de apresentar o modelo de gestão implantado na Rede Metropolitana de Transportes Coletivos da Grande Goiânia (RMTC).

    A comitiva visitou a sede do Consórcio Rmtc, onde estão instalados a Central de Controle Operacional (CCO) e o Controle da Operação de Terminais (COT), e o Terminal Cruzeiro. Além de ver de perto a infraestrutura e as melhorias que vêm sendo implantadas desde 2009, os visitantes tiveram acesso a uma série de informações sobre o funcionamento dos processos ligados à gestão da operação, dos terminais e do serviço de informação do transporte público coletivo na Região Metropolitana de Goiânia, considerados referência para outras regiões metropolitanas.

  • Tecnologias são usadas para minimizar os impactos do trânsito sobre o transporte coletivo

    07/01/2013 Categoria: CCO

    Depois de décadas sem investimentos em infraestrutura de transportes, Goiânia corre contra o tempo para recuperar condições de mobilidade. Enquanto isto, o setor de transportes coletivos investe em alta tecnologia para vencer as barreiras e diminuir os impactos sobre a qualidade do serviço

    CCO visualiza a operação e orienta os motoristas em tempo real

    As demandas represadas por investimentos em infraestrutura urbana já são fortes barreiras para a pontualidade do transporte coletivo. As condições de trânsito interferem diretamente nos horários das viagens e os impactos de fatores como acidentes, transtornos causados pelas chuvas, atos de vandalismo e até imprevistos com mão de obra são variáveis decisivas para os eventuais atrasos na frequência do transporte público. 

  • Nota retorno – linha 026

    15/10/2012 Categoria: CCO

    Sobre a questão levantada pelo cliente da Linha 026, Rodrigo Mendes, no Programa Balanço Geral, veiculado em 15/10, a RMTC orienta aos usuários que liguem ao disque-denúncia da Polícia Militar (PM), no número 190. Informamos também que os motoristas do transporte coletivo são orientados, em caso de suspeita ou risco dos demais passageiros ou ao veículo, que de maneira segura, busquem uma viatura da polícia ou se dirijam a uma delegacia, e se possível, entrem em contato com a Central de Controle Operacional (CCO) para informar a situação.

Categorias

Tópicos recentes

Tags